Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

URGENTE! Senado aprova PL que adia o ENEM 2020

A aprovação não garante ainda a confirmação do adiamento, devido a necessidade do texto passar pela Câmara dos Deputados.

O Senado acaba de aprovar o projeto que adia as provas do Exame Nacional do Ensino Médio. A prova do Enem é um dos meios de acesso ao ensino superior do país.

A aprovação não garante ainda a confirmação do adiamento, devido a necessidade do texto passar pela Câmara dos Deputados. Caso seja aprovado pelos parlamentares, o projeto será encaminhado para ser sancionado pelo Presidente da República, Jair Bolsonaro.

O texto teve apenas um voto contra, que foi do senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ), filho do Presidente Bolsonaro. No final, ficou 75 a 1.

Como ainda permanecem as datas anteriormente estabelecidas, as provas presenciais podem acontecer nos dias 1º e 8 de novembro, e o exame no meio digital, nos dias 22 e 29. É preciso lembrar que esse texto não define uma nova data para as provas.

Texto

Segundo texto, o adiamento da aplicação da prova é devido ao estado de calamidade pública. O decreto estabelecido por conta do coronavírus começou a valer em 20 de março e vai até 31 de dezembro.

A proposta prevê o adiamento de todas as provas para todas as instituições de ensino do Brasil, com a inclusão das universidades da rede particular.

Por sugestão do senador Romário (Podemos-RJ), os senadores devem aprovar a emenda que disponibiliza “a acessibilidade necessária de todos os instrumentos utilizados no exame, às pessoas com deficiência”, segundo proposta.

Inep admitu que data do Enem 2020 não é imutável

Em comunicado feito à imprensa e divulgado na última segunda feira (18), o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Anísio Teixeira diz que “diversos fatores ainda estão incertos”.

Em declaração, o órgão responsável pelo Enem afirmou ainda que, devido ao atual cenário recente voltado para a pandemia do coronavírus, não há como definir ainda se haverá Enem ou não, salientando ainda que o Exame Nacional de Ensino Médio de 2020 não é imutável!

O mesmo ainda afirmou estar buscando garantir a melhor forma de executar esta edição do exame, com o intuito de não só cumprir para com o seu dever constitucional, mas também para não prejudicar AINDA MAIS a sociedade brasileira, enfatiza.

Com isso, diante dessa admissão do Inep, entidades representadas por estudantes, colégios federais e universidades vêm uma esperança no “resquício” de flexibilidade por parte do Inep no que tange à mudança da data de execução.

Inscrições para Enem 2020 seguem abertas

As inscrições estão previstas para até o dia 22 de maio e o acesso deve ser feito por meio da Página do Participante. O Enem impresso ocorrerá nos dias 1 e 8 de novembro e o Enem digital nos dias 22 e 29 de novembro.

Este ano, estudantes que não pediram a isenção, mas que se encaixam dentro do perfil pré estabelecido para tal recurso, terão seu resultado automaticamente no ato da inscrição, mesmo que sem a solicitação formal, e os que não compareceram nos dias da edição do Enem 2019 também terão direito a isso, algo que até então não era possível por conta da ausência.

O estudante deverá informar seu CPF próprio (não pode ser de pai ou mãe), RG, data de nascimento, telefone para contato e um e-mail ativo (sua atividade em ativação é importante para casos de mudança de senha e para notificações). Além disso,o estudante que não quiser declarar o nome do pai ou mãe terá a opção de não fazê-lo.

Veja também: Preparação para o Enem: padrões que você ter na hora de resolver sua prova 

Leia Também:

brasil 123  
6 Comentários
  1. Walter Diz

    Verdade. No final das contas, a pandemia vai acabar levando a culpa! Por que as universidades não adotaram o EAD (ainda que fosse Estudo Dirigido!) autorizado pelo MEC, no dia 16 de março, por 30 dias e prorrogáveis?
    Agora, são os primeiros a “lutar” pelo adiamento do ENEM! Afinal, como conciliar o calendário paralisado, com o dos ingressantes por este ENEM? Até poderiam, mas os mestres e doutores teriam que trabalhar dobrado, atingindo 8 a 10 horas semanais! Plenamente viável para um “40 horas – dedicação exclusiva”. Porém, o dobro de sua habitual rotina.
    Aí do Reitor que “achar” possível!

  2. Marlene Diz

    Concordo em adiantar, mas para dezembro ( sábados e domingo), porquê todas as instituições terão prejuízos no calendário estudantil em 2021 talvez durante 2 ou 3 anos…, Acho que é possível entrar em concesso para resolver com tranquilidade, porquê senão irá desestabilizar todos os calendários por mto tempo…

  3. Adriana Diz

    Zélia cândida,concordo.

    1. Walter Diz

      Verdade. No final das contas, a pandemia vai acabar levando a culpa! Por que as universidades não adotaram o EAD (ainda que fosse Estudo Dirigido!) autorizado pelo MEC, no dia 16 de março, por 30 dias e prorrogáveis?
      Agora, são os primeiros a “lutar” pelo adiamento do ENEM! Afinal, como conciliar o calendário paralisado, com o dos ingressantes por este ENEM? Até poderiam, mas os mestres e doutores teriam que trabalhar dobrado, atingindo 8 a 10 horas semanais! Plenamente viável para um “40 horas – dedicação exclusiva”. Porém, o dobro de sua habitual rotina.
      Aí do Reitor que “achar” possível!

  4. Zélia Cândida Diz

    Eu estava contando com Enem.
    Bom ainda que seja para não prejudicar ninguém, devido à pandemia, acaba prejudicando por outro lado, eu por exemplo já tenho 43 anos, ou seja não tenho mais tempo à perder. Porque ao invés de cancelar o Enem, procura um outro meio de aplicar aumenta os dias, de provas e seleciona um grupo de pessoas para cada dia. Sei lá.

    1. Sônia Cristina Barros Dos Santos Diz

      Concordo com a mudança,ñ vai a trabalhar nada mais uns dias a mais. Até podemos nos preparar melhor o g.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Obrigado por se cadastrar nas Push Notifications!

Quais os assuntos do seu interesse?