Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Plano Real: Sua elaboração e importância para economia brasileira

O Plano Real foi uma reforma econômica promovida no Brasil entre 1993 e 1994 durante o governo do presidente Itamar Franco para conter o fenômeno da hiperinflação.

A saber, o plano visava a estabilização da economia e foi coordenado pelo Ministro da Fazenda da época: Fernando Henrique Cardoso, obtendo um enorme sucesso.

Por se tratar de um tema muito relevante para a economia brasileira, trata-se de um tema sempre cotado para as provas de vestibulares e do Enem. Por isso, vale a pena ficar ligado, vamos ver!

Causas e características

A hiperinflação atingia em cheio o valor da moeda brasileira, desse modo, ela se desvalorizava todos os dias, deixando a maioria da população do país com menor poder aquisitivo.

Por essas razões, o governo brasileiro passou a ter como meta o equilíbrio das contas públicas. Em decorrência disso, algumas medidas foram tomadas, como o corte de gastos e aumento da arrecadação, como por exemplo:

  • Redução de gastos públicos
  • Aumento de impostos
  • Aumento da taxa de juros
  • Corte de repasses inconstitucionais aos Estados e Municípios

Desse modo, buscou-se o equilíbrio fiscal, sobretudo pela Lei de Responsabilidade Fiscal.

Com essas circunstâncias, lançou-se o Real, ampliando o poder aquisitivo dos brasileiros, além de estimular a economia.

Além disso, visando combater a inflação, os reajustes de preços que eram praticamente diários, passaram a seu anuais.

Outros fatores que estimularam a economia, foi a abertura econômica através da redução de tarifas alfandegárias, além de simplificar a prestação de serviços internacionais.

Com isso, estimulou-se a importação e aumentar a concorrência com as indústrias do Brasil. Ademais, o governo também adotou as privatizações nos setores siderúrgicos e petroquímicos.

Assim como, a manutenção do câmbio deixando o Real e o Dólar equivalentes, devido a venda de dólares no mercado exterior.

Contexto histórico do Plano Real

Para se ter uma ideia, em 1993, o Brasil tinha um índice hiper inflacionário de 2708%. Com essa situação, o Ministro da Fazenda, Fernando Henrique Cardoso passa a promover diversas reformas, a primeira foi a criação do Cruzeiro Real.

A saber, em fevereiro de 1994, há um complemento através da medida provisória n° 434, instituindo a Unidade Real de Valor – URV.

Acesse Agora as Principais Notícias no Brasil e fique atualizado

Entretanto, tudo ocorreu em conformidade com as regras de conversão e utilização de valores monetários.

Desse modo, em março de 1994 o Real passa a vigorar como moeda virtual, evitando o congelamento de preços. Em decorrência disso, em julho do mesmo ano a inflação foi de 46,58%, em julho no mês de seu lançamento a inflação foi de 6,08%.

Com a chegada da tão sonhada estabilidade econômica o mercado reaquece, levando o Brasil a uma onda consumista .

Por conseguinte e aproveitando de sua popularidade, Fernando Henrique Cardoso se elegeu presidente do Brasil em 1994.

Em conclusão, pode-se dizer que o plano real foi uma manobra bem sucedida por controlar a inflação e ampliar o poder aquisitivo do povo brasileiro.

Leia também – Resumão Enem: Entenda a política do café com leite

Leia Também:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Obrigado por se cadastrar nas Push Notifications!

Quais os assuntos do seu interesse?