Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Descubra 3 mitos sobre o vestibular e não caia em ciladas

Listamos algumas afirmativas sobre os vestibulares que não são verdade. Conheça a seguir para estudar e se dar bem na prova!

Prestar vestibular – e passar, claro – é uma das metas de muitos estudantes. A prova, exigida por muitas universidades, públicas e privadas, para admitir novos alunos, é elaborada por questões das principais áreas dos conhecimentos.

Apesar de ser uma seleção super conhecida e que hoje concorre com o ENEM em alguns casos, há quem tenha uma imagem errada sobre o vestibular.

Nós trouxemos aqui algumas reflexões sobre o vestibular que você pode pensar que são verdades, mas são mitos. Confira!

Focar nas matérias que mais têm facilidade

O primeiro mito se refere à época de estudos para o vestibular. Há tendência em pensar que estudar a matéria que se tem maior facilidade em entender e aprender é mais benéfico. Isso porque você irá atestar suas chances de acertos e não correrá riscos em errar aquilo que é muito conhecido.

No entanto, esse é um erro crasso. Os estudantes precisam focar a maior parte do tempo nas matérias que geram maior dificuldade. É preciso se dedicar muito mais nelas do que nas que são de fácil aprendizagem.

Chutar a mesma letra entre as alternativas

Chutar questões é uma prática muito comum entre quem presta vestibular. Uma das principais razões é a falta de tempo para pensar e resolver o que se pede nos enunciados.

Seja essa ou outra motivação, chutar é sempre uma incógnita. Você pode acertar ou não, sem nem mesmo ter lido toda a pergunta ou feito cálculos, por exemplo. Ou seja, é pura sorte.

Um dos principais mitos envolvidos aos chutes no vestibular é chutar a mesma letra sempre, pois aumenta as chances de acerto. Isso não é nada comprovado e pode ser bastante prejudicial para o seu resultado.

O ideal é você se programar bem para dar tempo de pensar sobre o que responder e estudar, claro.

Iniciar a prova por onde tem mais dificuldade

Há quem pense que começar o vestibular pelas questões mais difíceis pode ajudar a acertar mais. Nesse tipo de teoria, você teria mais tempo para resolver tudo que tem dificuldade e as mais fáceis poderão ser respondidas depois, já que você não demorará muito.

Isso é uma cilada. Fazer vestibular significa se deparar com o desconhecido sempre, o que incorre muitas vezes em um estado de nervosismo e de ansiedade bem normal para o momento. Afinal, é uma prova que vai te levar à graduação tão sonhada. Então, pode ser que você se embanane até nas perguntas mais simples.

Dessa forma, inicie a prova sempre pelas questões que são mais fáceis para você, tentando ser otimizar o tempo, e depois se dedique às mais difíceis.

Em questões dissertativas, escrever o quanto puder

Acesse Agora as Principais Notícias no Brasil e fique atualizado

Alguns vestibulares que possuem questões dissertativas, normalmente em suas segundas etapas, como é o caso da Fuvest.

Nesse caso, você precisará responder com suas próprias palavras a respeito dos temas, respondendo aos enunciados.

E um dos mitos em relação a isso é que, caso você não saiba nada sobre o que foi pedido, deve escrever o quanto puder. Essa “enrolação” pode ser benéfica de acordo com algumas pessoas. Mas é uma completa balela, viu?

Os avaliadores são capacitados para perceber se você “encheu linguiça” e não tem noções reais do tema proposto.


E então, como está a sua preparação para o vestibular? Conte para a gente!

Leia Também:

brasil 123  

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Obrigado por se cadastrar nas Push Notifications!

Quais os assuntos do seu interesse?