Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Enem e Vestibular: Conheça as Figuras de Palavras

As figuras de palavras fazem parte do conjunto de figuras da linguagem e abarcam algumas das figuras mais presentes nos textos do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) e demais vestibulares.

As figuras de linguagem consistem em estratégias que podem ser utilizadas pelo autor de um texto para obter um determinado efeito sobre a interpretação do leitor do texto. Assim, as figuras de linguagem se dividem em: figuras de pensamento, figuras de palavras, figuras de sintaxe e figuras de som.

Nesse sentido, as figuras de palavras consistem no emprego de uma palavra ou jogo de palavras com o objetivo de dar determinado sentido ao texto, como ênfase, por exemplo. Assim, podem apresentar o emprego de uma palavra num sentido não convencional.

Veja abaixo as principais figuras de palavras presentes no Enem!

Metáfora

Muito usual nos textos que aparecem no Enem, a metáfora consiste na comparação implícita de palavras, atribuindo a um termo ou expressão um sentido conotativo, também chamado de sentido figurado.

A metáfora, um dos recursos estilísticos mais utilizados pelos falantes, é muito comum em textos literários. Veja alguns exemplos de metáfora:

A minha vida não é um mar de rosas.

“As mãos que dizem adeus são pássaros que vão morrendo lentamente.” (Mário Quintana)

Metonímia

Já a metonímia consiste na substituição de uma palavra por outra, contudo há sempre uma relação de dependência e contiguidade entre os sentidos dos termos.

Desse modo, pode haver a substituição da parte pelo todo, do autor pela obra, da marca pelo produto, do gênero pela espécie, do continente pelo conteúdo, por exemplo. Assim, são comuns os seguintes exemplos:

Preciso de brombril para arear as panelas. (marca pelo produto)

Quero ler Machado de Assis ainda este mês. (autor pela obra)

Sinestesia

A sinestesia é a figura de palavras que afeta o texto pela união de termos que expressam diferentes percepções sensoriais. Ou seja, na sinestesia, o autor apresenta um jogo de palavras que denotam sensações obtidas por diferentes órgãos de sentido, como o olfato e o paladar, a visão e o tato, abordados nos exemplos abaixo:

Acesse Agora as Principais Notícias no Brasil e fique atualizado

“Agora, o cheiro áspero das flores/ leva-me os olhos por dentro de suas pétalas.” (Cecília Meireles)

“É uma sombra verde, macia e vã.” (Carlos Drummond de Andrade)

Na literatura, a sinestesia é também muito usual.

Catacrese

A catacrese é conhecida como uma metáfora desgastada, pois constitui em uma metáfora que, com o uso recorrente, deixou de ser percebida como sentido figurado pelos falantes. São exemplos disso: o braço do sofá, o pé da mesa, a asa da xícara.

Comparação

A comparação, por sua vez, apresenta semelhança com a metáfora por também estabelecer relação entre elementos, comparando-os em algum nível. Contudo, ambas as figuras se distinguem pela forma como o se dá o estabelecimento da relação.

Assim, enquanto a metáfora compara os termos de modo implícito, na comparação há sempre um elemento que explicita a comparação, como, por exemplo: como, tal qual, igual a etc. Veja abaixo exemplos de comparação:

Os olhos da noiva brilhavam como as estrelas no céu.

“Meu coração tombou na vida/tal qual uma estrela ferida/pela flecha de um caçador.” (Cecília Meireles)

São essas as principais figuras de palavras da língua portuguesa. Quer saber mais sobre figuras de linguagem? Clique aqui.

E aí? Curtiu esse texto? Deixe seu comentário.

Veja também:
5 curiosidades sobre o Enem que você precisa saber.
Quer saber mais sobre História do Brasil? Veja estes filmes.

 

Leia Também:

brasil 123  

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Obrigado por se cadastrar nas Push Notifications!

Quais os assuntos do seu interesse?