Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Governo de Pernambuco anuncia internet gratuita para professores e estudantes

As plataformas poderão ser acessadas por professores e alunos da rede estadual, além de estudantes carentes da Universidade de Pernambuco

Sem previsão para reabrir as escolas, o governo de Pernambuco anunciou uma medida que promete beneficiar o acesso dos alunos a conteúdos didáticos durante a pandemia.

Em coletiva de imprensa nesta quarta, 5, o governador Paulo Câmara (PSB) e pelo secretário de Educação e Esportes, Fred Amâncio revelou que o governo vai oferecer internet gratuita a estudantes e professores da rede pública estadual a partir do dia 11 de agosto.

Serão beneficiados cerca de 500 mil alunos e 30 mil professores da educação básica. Além disso, 5 mil estudantes de baixa renda da Universidade de Pernambuco (UPE) receberão a internet sem custo para poderem continuar suas aulas na graduação remotamente.

A nova medida faz parte do projeto “Conecta Aí”.

Ensino remoto em Pernambuco

Com as aulas presenciais suspensas em março, devido à pandemia do novo coronavírus, os alunos e professores precisaram se adaptar à nova realidade.

Entretanto o acesso à internet não é democrático e por isso muitos estudantes têm dificuldades para conferir os conteúdos. Isso no Brasil inteiro, incluindo em Pernambuco.

Segundo o governo, o programa Conecta Aí é voltado para que os estudantes tenham acesso gratuito ao material da Plataforma Educa-PE, do Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA) e do Google Classroom. Todas essas plataformas são utilizadas pelo governo para transmitir aulas de maneira remota.

A internet que será doada funcionará em celulares e tablets com chips de todas as empresas de telefonia que atuam no estado do Pernambuco. Portanto, não haverá muitos entraves quanto a isso.

“Enquanto tivermos que conviver com as restrições provocadas pelo novo coronavírus, o ensino remoto fará parte do processo de aprendizagem”, afirmou Paulo Câmara.

Já em relação aos professores, será disponibilizado o acesso a ferramentas virtuais de interação com os estudantes. Além disso poderão participar em cursos oferecidos pela Secretaria de Educação e Esportes, por meio da plataforma Educa-PE.

O secretário Fred Amâncio informou, por sua vez, que o projeto deverá ajudar, ainda, na retomada das atividades presenciais.

“O uso do conteúdo digital será fundamental para a adoção do ensino híbrido, modelo no qual o estudante faz parte das atividades na escola e complementa o aprendizado com atividades não presenciais”, disse o secretário.

Leia Também:

PENSAR CURSOS brasil 123

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Obrigado por se cadastrar nas Push Notifications!

Quais os assuntos do seu interesse?