Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Secretário critica ‘discussões’ públicas sobre o Renda Brasil

Secretário afirmou que discussão sobre congelar aposentadoria não deveria ter sido pública

Nesta terça-feira (15), Adolfo Sachsida, secretário de Política Econômica do Ministério da Economia, opinou que a proposta de congelar aposentadorias para economizar e pagar o programa Renda Brasil não deveria ter sido comentada em público.

Após secretário do governo falar sobre a proposta de congelar aposentadoria, Bolsonaro veio a público desautorizar equipe econômica. O presidente afirmou que a alegação de congelar a aposentadoria era desconectada com a realidade e proibiu a equipe de continuar discutindo formas de lançar o Renda Brasil. O novo programa foi suspenso e o Bolsa Família segue até 2022.

“O que me parece que o presidente Bolsonaro coloca corretamente é que as discussões não podem ser públicas. Você não pode ficar lançando ideias publicamente. Acho que foi isso o que ele deixou claro”, opinou Sachsida sobre o tema.

A declaração sobre congelar aposentadorias foi dada por Waldery Rodrigues, secretário especial de Fazenda, no último domingo (13), durante entrevista ao portal G1. Os principais veículos de notícias do Brasil noticiaram a proposta nesta terça-feira (15). O presidente criticou a fala do secretário pouco depois. Bolsonaro repetiu que não quer tirar dinheiro “dos pobres para dar aos paupérrimos”.

Saschida afirmou, entretanto, que Bolsonaro segue sendo a favor de reformas econômicas. “O presidente é 1 parceiro na reforma pró-mercado. Fomos eleitos com essa pauta. Olha o apoio que o ministro Paulo Guedes tem nessa pauta. E nós estamos avançando”, disse o secretário.

Leia Também:

PENSAR CURSOS brasil 123

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Obrigado por se cadastrar nas Push Notifications!

Quais os assuntos do seu interesse?