Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Receita Federal recebe quase 15 milhões de declarações do IR

Para este ano, a Receita Federal prevê que 32 milhões de contribuintes entreguem suas declarações até 30 de junho.

De acordo com o Ministério da Economia, mais de 14,7 milhões de declarações do Imposto de Renda já  foram entregues até às 11h desta quarta-feira (20). O número equivale a 49% do esperado.

Para este ano, a Receita Federal prevê que 32 milhões de contribuintes entreguem suas declarações até 30 de junho.

O prazo da entrega foi ampliado em razão do estado de calamidade pública provocado pela pandemia do novo coronavírus. O Governo Federal também estendeu o vencimento das cotas. Agora, a primeira vence no dia 30 de junho de 2020, enquanto as demais vencem no último dia útil dos meses seguintes.

Como baixar o programa para a declaração de Imposto de Renda

Para fazer a declaração do Imposto de Renda é preciso baixar um programa no computador. Quem preferir, também pode instalar a versão disponível em celulares e tablets. Para isso, é só realizar o download do aplicativo “Meu Imposto de Renda”, de acordo com o sistema operacional do seu aparelho

Há ainda uma alternativa ainda mais prática, que é a declaração pré-preenchida. Ela está disponível no centro virtual de atendimento (e-CAC) da Receita e pode ser acessada por quem tem o Certificado Digital.

Acesse Agora as Principais Notícias no Brasil e fique atualizado

Download do programa

Antes de clicar, identifique o sistema operacional correto do seu aparelho, seja ele computador, tablet ou celular. Depois disso, é só baixar e instalar o programa para a declaração do IRPF. Basta clicar em cima do nome da versão escolhida e seguir os passos informados. São elas:

Saque da restituição

O secretário da Receita Federal, José Tostes Neto, informou que o governo decidiu manter o cronograma de restituição do Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF). O primeiro lote de restituição continua sendo para 29 deste mês.

“Considerando a situação excepcional, decidimos manter o cronograma de restituições previsto anteriormente”, ele disse. “Nos anos anteriores, começava em junho e ia até dezembro. Neste ano, já havíamos antecipado para maio e terminando em setembro. Vamos manter esse cronograma previsto inicialmente, mesmo com a prorrogação dos prazos de entrega”, acrescentou Tostes Neto.

Todas as pessoas, que tiveram rendimentos tributáveis superiores a R$ 28.559,70 no ano anterior, devem fazer a declaração de Imposto de Renda 2020. Quem ganhou menos do que isso e teve desconto do IR na fonte também deve fazer a declaração. Algumas delas terão direito à restituição de parte ou o total do valor.

Leia Também:

brasil 123  

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Obrigado por se cadastrar nas Push Notifications!

Quais os assuntos do seu interesse?