Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

‘Nunca foi intenção tirar dinheiro dos idosos e dos vulneráveis’, diz Guedes

Ministro da Economia defendeu Bolsonaro por ter desistido de lançar Renda Brasil

Paulo Guedes, ministro da Economia, falou nesta terça-feira (15) sobre o pronunciamento do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) sobre por fim às discussões sobre o Renda Brasil. O presidente proibiu sua equipe de continuar conversando sobre a criação do programa. De acordo com Guedes, a decisão de Bolsonaro foi correta e foi política, após distorção de informação.

Guedes alega que a mudança poderia ser histórica e envolveria desvinculação, desindexação e desobrigação do Orçamento. Após a fala de Bolsonaro, Guedes reconhece que a versão para o Pacto Federativo, feita pelo senador Marcio Bittar (MDB-AC), não deve contar com o Renda Brasil.

“(Bolsonaro) descredenciou então essa ideia do Renda Brasil, falando ‘olha, não vai ter isso daqui até o fim do meu governo’. Acabou porque estão distorcendo tudo, estão acusando presidente de demagogia, de estar querendo tirar dinheiro do pobre para dar para o mais pobre ainda, quando na verdade essa consolidação de programas já aconteceu no passado”, afirmou Guedes.

“Nunca foi intenção tirar dinheiro dos idosos e dos vulneráveis”, disse o ministro da Economia. Guedes também culpou a “barulheira” após todos os veículos noticiarem sobre Waldery Rodrigues, secretário especial de Fazenda. O secretário de Guedes havia falado em entrevista ao G1 sobre uma possível medida de congelar aposentadorias.

Leia Também:

PENSAR CURSOS brasil 123

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Obrigado por se cadastrar nas Push Notifications!

Quais os assuntos do seu interesse?