Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

INSS vai liberar pagamento automático de R$1.045 em alguns dias

Entre esse processo está o Benefício da Prestação Continuada (BPC/Loas), voltado ao cidadão idoso ou deficiente de baixa renda.

O Instituto do Seguro Social (INSS) confirmou que iniciará o processo de implantação automática de benefícios assistenciais concedidos pela Justiça. A previsão é que isso comece a partir de setembro. Entre esse processo está o Benefício da Prestação Continuada (BPC/Loas), voltado ao cidadão idoso ou deficiente de baixa renda.

A iniciativa, uma parceria do INSS com o Conselho Nacional de Justiça (CNJ), tem objetivo principal trazer celeridade nos pagamentos aos segurados que ganham ações judiciais.

Em nota, a autarquia federal disse que “[..] está focando nos benefícios assistenciais e tem trabalhado para fazer a interligação com os sistemas da Justiça. Esta primeira fase de interligação está prevista para setembro”.

Processos automatizados

O atendimento referente a uma demanda judicial é feito, atualmente, por diversos servidores do INSS. Agora, com a interação dos sistemas, as concessões se tornarão mais automatizadas, o que gerará uma redução no tempo gasto durante essas análises, além de afastar possíveis erros no suporte da demanda.

De acordo com informações da juíza auxiliar da Presidência do CNJ, Lívia Peres, o magistrado poderá emitir, agora com os processos já informatizados, uma ordem de implantação ou restabelecimento de benefícios diretamente ao INSSpara o cumprimento da decisão pela autarquia federal.

A partir da automação, uma ordem judicial que levaria meses para ser atendida, agora demorará algumas horas. No começo de 2020, cerca de 200 mil decisões judiciais estavam pendentes para o cumprimento pelo INSS. Em muitos casos, os prazos já haviam expirado. Com a automatização, a expectativa é que os processos se tornem mais ágeis e também seguros.

Agências voltam em agosto

O INSS publicou no Diário Oficial da União uma portaria que adia, novamente, a reabertura gradual de suas agências físicas em todo país. Devido à pandemia do novo coronavírus, a reabertura foi adiada para o próximo dia 24. 

A Portaria 36 resulta de uma decisão conjunta da Secretaria Especial de Previdência e Trabalho, do Ministério da Economia, e do INSS. O retorno estava previsto para dia 03 de agosto.

O instituto informou que os serviços continuarão a ser feitos, exclusivamente de forma remota, até o dia 21 de agosto, através da Central Telefônica 135, pelo aplicativo e pelo portal Meu INSS. Após a reabertura das agências, o atendimento remoto terá continuidade. 

O objetivo, segundo o INSS, é evitar a aglomeração de pessoas. Assim que as atividades presenciais forem retomadas, terá prioridade os serviços de perícia médica, avaliação social, cumprimento de exigência, justificação administrativa e reabilitação profissional. Também serão retomados a justificação judicial e o atendimento relacionado ao monitoramento operacional de benefícios. 

Veja também: O que se sabe até agora sobre o pagamento do 14º salário no INSS em 2020

Leia Também:

PENSAR CURSOS brasil 123

8 Comentários
  1. Maria jose melo de Diz

    Por favor mimha mãe se encontra inválida com vários problemas de saúde nós estamos aqui em Niterói e nós não sabe ó quê fazê ninguém responde e não liga à mais ela se encontra sem ó tratamento aqui e o benefício do BPC LOUAS agente está sem ter resposta da defensoria pública de Caraí o nome dela é Maria José De Melo

  2. MARIA JOSÉ de Melo Diz

    Sou filha de Maria José De Melo. Meu nome é Mirelly de Melo Ferreira Azevedo os países dos processo judicial até agora pela defensoria pública não deu resposta nenhuma e nos estamos vivendo uma situação precária porque nós deu entrada na defensoria de Caraí. Depois ficamos com minha tia em Campinas e transferimos os países pra defensoria pública de Campinas SP voltemos pro Rio pra ve se advocacia pública possa nós ajudar com os procedimentos e faz 2 anos ou mais.eu pesso por favor que Leia e ajude nós o nome da minha mãe é Maria José De Melo

  3. Maria Auciene da Silva Ferreira Diz

    Isso é um roubo para nois que pagamos nosso imposto estão nos roubando isso sim quando a pro essa é grande o santo desconfia viu meu bolsa foi cancelado pararecebe esse auxílio emergência tá 1 e 2 e 3 estava tudo bem mais quando chegou lá 4 foi bloqueado decisão ministério ou seja por qualquer coisa eu sem trabalho e precisando tenho filhos e um governo desse faz isso indignada

  4. Islandia Diz

    Estou com o auxilio mayernidade desde fevereiro e ate agora nada se ja era lento agora piorou

  5. María Inês Diz

    Estou com uma ação na justiça pedido de revisão de aposentadoria,desde dezembro de 2018.
    Tenho necessidade que seja aprovado pois um salário mínimo pra quem trabalhou insalubre toda a vida não é justo.
    Certa de ser atendida.

  6. Creice Diz

    Eu t b estou esperado pericia judicial desde março 2020, sem poder comprar meus medicamentos ,e pagar minha ocupultura tb

  7. Alessandra Diz

    Ganhei a tutela do bpc em julho quando irei receber?

  8. Nilber Tiago Diz

    Muito se fala do caso liberar auxílio para para loas,para outros etc.
    Mas no meu caso que contribuo e tinha perícia presencial marcada pro dia 13/07 e não foi possível e não se fala nada para pessoas como eu que precisa do benefício para arcar com remédios e manter a casa.
    Indignado

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Obrigado por se cadastrar nas Push Notifications!

Quais os assuntos do seu interesse?