Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Imposto de Renda 2020: O que fazer quando não há erro, mas caiu na malha fina?

Contribuintes com toda a papelada em dia podem cair na malha fina por erro no sistema

Um dos maiores receios de quem faz a declaração do Imposto de Renda é cair na malha fina. É importante acompanhar de perto a situação da declaração, para verificar se há pendências a serem corrigidas. Quando não são corrigidas, o contribuinte pode acabar na malha fina.

Mas, em alguns casos, contribuintes vão parar na malha fina mesmo com toda a papelada correta e em dia. Nos casos de quem preencheu todas as informações corretas, mas caiu na malha fina, a Receita Federal deve ser procurada.

Se sua declaração de Imposto de Renda 2020 não têm erros, mas o sistema apontou que tem, agende um atendimento no site da Receita Federal. Ao agendar o atendimento em uma agência da Receita Federal, será possível prestar esclarecimentos e apresentar documentos que comprovem o erro do sistema. Ao agendar, o contribuinte evita de ser intimado e pagar multa.

Por causa da pandemia do novo coronavírus, muitas agências da Receita Federal estão sem atendimento presencial até 30 de junho, pelo menos. Na página de contato do órgão, verifique se sua região possui algum canal virtual de atendimento para verificar e corrigir a questão.

A Receita Federal pode cobrar pendências no Imposto de Renda por um prazo de até cinco anos. Após cinco anos, a Receita não pode cobrar débitos atrasados e o contribuinte não pode pedir uma restituição esquecida.

Leia Também:

brasil 123  

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Obrigado por se cadastrar nas Push Notifications!

Quais os assuntos do seu interesse?