Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Desemprego no Brasil tem alta pela quinta semana seguida

Levantamento foi feito para analisar fator durante a pandemia do novo coronavírus

Nos últimos dias, foi divulgado novo estudo sobre a situação do desemprego no Brasil. O índice de desempregados no país cresceu pela quinta semana consecutiva. Foram fechados cerca de 2 milhões de postos de trabalho durante a pandemia do novo coronavírus.

O levantamento foi feito pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). De acordo com ele, quase 12 milhões de brasileiros estavam desempregados na segunda semana de junho. O número representa crescimento de cerca de 700 mil trabalhadores agora desempregados, em comparação com a semana anterior.

Quando comparado com a primeira semana de maio, houve um aumento de cerca de 2 milhões de brasileiros desempregados. O número representa um aumento de 21% em cinco semanas.

O desemprego cresceu nas cinco regiões brasileiras. Quando comparado à primeira semana de maio, o Centro-Oeste teve o maior aumento no índice, com 27%. Nordeste e Sul tiveram, cada um, aumento de 23% no índice de desemprego, média maior que a nacional (21%). No Sudeste, o crescimento do desemprego foi de 20% e no Norte, 11%, melhor índice do país.

O levantamento do IBGE também concluiu que o mercado de trabalho informal voltou a ter queda. Esse mercado vinha há duas semanas tendo alta. O número de trabalhadores afastados do trabalho por causa do isolamento social também está caindo. Já o número de trabalhadores em home office segue estável.

Por causa da flexibilização do isolamento social que está sendo iniciado em várias cidades, o levantamento calcula que cerca de 1,1 milhão de trabalhadores que estavam afastados podem ter retornado aos seus postos no início de junho.

O levantamento do IBGE foi feito entre 7 e 13 de junho.

Leia Também:

PENSAR CURSOS brasil 123

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Obrigado por se cadastrar nas Push Notifications!

Quais os assuntos do seu interesse?