Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Um terço das classes mais altas pediu auxílio emergencial

Quase 4 milhões das famílias mais ricas têm alguém recebendo o auxílio de R$ 600

Nos últimos meses, um terço dos cidadãos de classes A e B solicitaram o auxílio emergencial. E, ao todo, 69% deles tiveram o cadastro aprovado. Ou seja, 3,89 milhões das famílias mais ricas do país têm algum integrante recebendo o benefício criado para auxiliar os trabalhadores mais vulneráveis durante a pandemia.

Os dados foram divulgados pelo Valor, em pesquisa feita pelo Instituto Locomotiva. O Valor fez pesquisa ouvindo 2.006 pessoas de 72 cidades do Brasil entre 20 e 25 de maio. A amostra é considerada representativa da população do Brasil e a pesquisa tem margem de erro de 2%, para mais ou para menos.

O auxílio de R$ 600 foi criado para pagar, inicialmente, o valor em três parcelas para trabalhadores autônomos, informais, microempreendedores individuais (MEIs) e desempregados, desde que não recebam o seguro-desempregado. Entre os requisitos para ser aprovado, o cidadão deve ter renda per capita de até R$ 522,50 por mês ou renda da família de até três salários mínimos (R$ 3.135).

Para burlar o sistema, os integrantes das famílias de classes A e B omitem a renda familiar no momento do cadastro. O fundador da pesquisa, Renato Meirelles, revelou que os integrantes dessas famílias, que recebem mais de R$ 1.780 por mês, não consideram que fraudaram o sistema.

Em geral, o argumento para os integrantes de famílias de classes altas não considerarem que fraudaram o sistema é de que sempre pagaram impostos e nunca tiveram “nada em troca do governo”. Alguns também alegam que a crise econômica está “difícil para todo mundo”.

A pesquisa fez balanço sobre como a crise econômica afetou essas famílias de classes altas. Há amostra de integrantes que têm rendimento menor ou fecharam negócios. Entretanto, diferente de famílias pobres, entre as famílias de classes A e B apenas 2% alegam falta de dinheiro para comprar alimentos e 3% alegam falta de dinheiro para comprar itens de higiene. Destas famílias de classe A e B, 20% alegam ter deixado de pagar alguma conta por causa da pandemia do novo coronavírus.

Ao todo, de acordo com a Caixa, 57,9 milhões de brasileiros foram beneficiados pelo auxílio emergencial. Destes, 19,2 milhões são do Bolsa Família e 10,5 milhões do Cadastro Único do governo federal.

Leia Também:

brasil 123  
24 Comentários
  1. Marcio Diz

    Podia aparecer um advogado bom e criar uma ação coletiva contra o estado e a dataprev não tem cabimento o auxilio do Neymar ser aprovado e o nosso ficar em analise por quase 3 meses alguém tem que ser responsabilizado por isso

    1. Vanda Diz

      Gente Safada , que quanto mais tem mais quer. Espero que o governo peça devolução e dê a quem precisa de verdade.

  2. Sueide Diz

    Sei que tudo isso é uma vergonha, essas pessoas ricas que não precisam e fazer o cadastro pra receber mais vergonhoso ainda é esse governo que beneficia os ricos e os pobres como sempre num tem nada!! Por isso que os povos se revoltam, a chegar num ponto de até ter que roubar pra dá o de comer pros filhos. Que Brasil é esse????

  3. Rita de Cássia Diz

    Enquanto nós que precisamos tamos em análise e quem não precisa os ricos estão sendo aprovado isso é uma vergonha nós vamos encontrar vai ser nas urnas

    1. Tamires Diz

      Isso e verdade mesmo o meu foi aprovado dês de abril o dinheiro foi lançado e até agora nada isso e uma vergonha mesmo

      1. Vanda Diz

        Gente Safada , que quanto mais tem mais quer. Espero que o governo peça devolução e dê a quem precisa de verdade.

  4. Glaucilene Diz

    Isso é um absurdo pessoas com condições recebendo,bando de urubus quanto mais tem mais quer.enquanto milhões de pessoas que estão desempregadas e ainda estão em análise não sei quem é pior quem faz a solicitação ou quem não faz a fiscalização direito.

  5. Gilson Diz

    Então era isso Q dizer Q os pobres não tem direito e os ricos tem é isso? A hora da eleições terá troco e isso vai ter Q ser divulgado na TV 😠

  6. Luiz Fernando Gregório Muniz Diz

    E,como pode classe alta solicitar auxílio e ser aprovado,aí pessoas como eu desempregado,minha esposa também ai vem quem tem não precisa e ser aprovado,algo sem explicação,vai para o terceiro mês não recebi sequer nada e aí dá em análise,algo errado ninguém fiscaliza,quem faz análise.
    Até guando isso?preciso receber estou sem emprego,afinal a ideia foi favorecer quem não precisa ou isso foi mas um golpe para roubalheira?classe alta senso aprovada que isso.?

    1. Ruth Diz

      A questão é que quem trabalha na DATAPREV e no Ministério da Cidadania é incompetente, como a maioria das pessoas que faz parte deste governo irracional, que infelizmente ajudei a eleger. A incompetência desses órgãos esta escancarada para todos verem: é um telefone que não funciona, está lá na página deles e quando ligamos diz que o número não existe; é um e-mail enviado que não tem resposta, e por aí vai. Sem contar que uma reportagem questionou isso e os responsáveis, pra nao dizer outra coisa, afirmam com veemência que o telefone funciona.É uma mentira justificando outra mentira.

    2. valdemir Diz

      esperar o que da classenque elegru Bolsonaro.kkkkkk sem contar que esse governo tá nem ai pros pobres parabens a todos que votaram.17

  7. Sérgio Diz

    Você e muitos , que realmente precisa, não recebeu. É descaso total. Sorte pra vc e saúde.

  8. Balmerito Rosa Diz

    Entra no caixa tem e cria uma conta digital para receber depois transfere para sua conta, pois não vai cair a segunda parcela na tua conta do Itaú eles mudou a forma de pagamento

    1. Cleide Diz

      Eu tbm conheço uma cidadã qui têm umas 20 casas de aluguel e fiquei sabendo qui ela recebeu o auxílio e muito indignante e injusto ,fora que jovens qui nunca tinham trabalhado antes fizeram o pedido e foram uns dos 1 a receber si eles não faziam nada antes da pandemia eles então não precisariam desse valor foi muito mal feito a ideia dos políticos foi realmente de ajudar a quem precisa mas daí cm pressa pra liberarem o auxílio fizeram o aplicativo onde as pessoas pudessem omitir a renda deu no qui deu fora qui muitos jovens pegaram pra beber e outras coisas ,agora os pais de família pessoas qui realmente precisam até Hg sem pegar meu tio mesmo qui vendia mandioca fez o pedido 2 vez já fala qui ele não têm direito pq 2 pessoas na casa dele já recebeu sendo qui não é vdd.

  9. Wellington Diz

    Bom dia eu trabalho p uma madame rica tem 10 apartamentos na praia e recebeu o auxílio
    E o meu pobre deu dados inconclusivo

  10. Eliel Diz

    Olá, Dei entrada em abril, ficou em análise e depois de um mês, deu dados inconclusivos e foi feito novamente e está em análise.
    Já indo para terceira parcela e ainda não recebi pois estou gestante e preciso muito desse auxílio,vai me ajudar muito nesse momento.

  11. Loboxploited Diz

    Ainda bem que sou pobre e fudido, daí tava três meses sem receber, e o auxílio me salvou.

  12. Claudir nogueira reis Diz

    Boa noite claudir nogueira reis trabalho altonimo dei entrada no alxilio ermegencial e endiquei uma conta poupança do banco Itaú a primeira parcela veio normal a segunda parcela até agora não chegou.. faço aniversário em abril.. oque eu faço agora…

    1. Cláudio Diz

      Tbm To nessa…..
      Mas acabo de ler no site da cx. E entendi q eles criaram uma conta social agora. A primeira eu recebi na conta poupança q tenho na cx. A segunda não veio (sou de fevereiro). Então, diz no site q apos um tempo e não movimentada a conta é transferido o valor pra conta q foi indicada no cadastro(no seu caso o Itaú). Só não sei quanto tempo…..eu deveria ter recebido dia 01…..fui na cx. Hj 05 e ainda não tinha nada….

  13. DEISE Diz

    Engraçado que sou MEI, pago aquela porcaria, estou sem trabalho e fui reprovada porque segundo a #dataprev minha renda é superior, piada, sei de gente que omitiu dados, tem mais de 10 funcionários e está recebendo. Mulheres casadas se passando por mãe solteira para ganhar R$ 1.200,00 e recebendo. É muita falcatrua nesse país. Revoltante. Estou indignada e não tenho a quem recorrer

    1. Balmerito Rosa Diz

      Entra no caixa tem e refaça teu cadastro com novas informações

  14. Nadir mineiro da silva Diz

    Ô meu cadastro no benefício foi negado alegando q alguém da minha família já recebeu,só q no cadastro q fiz coloquei o CPF de um filho q está cadastrado no bolsa família q a mãe dele fez,só q tem 14 anos q sou separado da mãe dele eu tenho direito au beneficio?

  15. Edna Maria Dias Moraes Diz

    Escrevi errado os nomes das pessoas que são da minha família mas eles não moram comigo eu achei que tinha que por todos porque estavam desempregado meu auxílio foi negado porque minha filha tinha cadastro único eu atualizei meu cadastro mas não consigo fazer um novo pedido estou com água p cortar minha luz não sei o que fazer

    1. Luiz Fernando Gregório Muniz Diz

      E,como pode classe alta solicitar auxílio e ser aprovado,aí pessoas como eu desempregado,minha esposa também ai vem quem tem não precisa e ser aprovado,algo sem explicação,vai para o terceiro mês não recebi sequer nada e aí dá em análise,algo errado ninguém fiscaliza,quem faz análise.
      Até guando isso?preciso receber estou sem emprego,afinal a ideia foi favorecer quem não precisa ou isso foi mas um golpe para roubalheira?classe alta senso aprovada que isso.?

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Obrigado por se cadastrar nas Push Notifications!

Quais os assuntos do seu interesse?