Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Pesquisa indica que auxílio emergencial é insuficiente para manter trabalhador em casa

Pesquisa comparou beneficiários com brasileiros que não recebem auxílio mas cumprem aos critérios

De acordo com estudo feito por pesquisadores acadêmicos do Brasil e exterior, o auxílio emergencial de R$ 600 não é suficiente para proteger os beneficiários do risco de contágio do novo coronavírus. O auxílio, que foi criado para ajudar trabalhadores vulneráveis e de baixa renda, é insuficiente para mantê-los em casa.

O benefício foi criado no início da pandemia do novo coronavírus, para socorrer os trabalhadores informais, autônomos, desempregados e microempreendedores individuais (MEIs) durante a crise econômica.

A recente pesquisa foi feita com 1.654 moradores de oito capitais do Brasil. A conclusão da pesquisa foi que os beneficiários do auxílio saíram de casa com a mesma frequência de brasileiros que não fizeram parte do programa, se expondo a ser contaminado pelo coronavírus, algumas vezes desnecessariamente.

A pesquisa foi realizada entre os dias 6 e 27 de maio por telefone. Nessa época, a maioria das cidades brasileiras ainda adotava medidas de quarentena e distanciamento social para conter o aumento do contágio. Foram entrevistadas pessoas de São Paulo, Rio de Janeiro, Recife, Salvador, Fortaleza, Porto Alegre e Goiânia.

Para chegar à conclusão, foram comparados os beneficiários do auxílio com quem não se cadastrou no programa e atendia aos critérios. Os beneficiários saíram de casa, em média, 3,51 vezes nos 14 dias anteriores à pesquisa. O grupo de não-beneficiários que atendiam aos critérios saiu numa média de 3,43 vezes no mesmo período.

Ainda de acordo com a pesquisa, beneficiários do auxílio emergencial saíram principalmente para fazer compras e para ir ao banco. Também foram registradas saídas para atividades não essenciais, como visitar a família e amigos. Os não-beneficiários saíram principalmente para se descolar para o trabalho e praticar esportes.

Leia Também:

brasil 123  
1 comentário
  1. Vanessa Diz

    É muito insuficiente msm, o governo demora a pagar, é um mês sim e um mês não, só acumula as contas daí fica difícil.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Obrigado por se cadastrar nas Push Notifications!

Quais os assuntos do seu interesse?