Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Imposto de Renda 2020: Receita abre consulta ao 5º lote de restituição

No total, 3.199.567 pessoas receberão R$ 4,3 bilhões.

Nesta quarta-feira (23), a Receita Federal abriu a consulta ao quinto — e último — lote de restituição do Imposto de Renda de 2020. No total, 3.199.567 pessoas receberão R$ 4,3 bilhões.

O pagamento será realizado no dia 30 de setembro na conta bancária indicada pelo contribuinte ao fazer a declaração

A lista contempla contribuintes não prioritários cuja declaração foi entregue até 16 de setembro, ou pessoas que têm prioridade legal, como idosos, deficientes e profissionais cuja maior fonte de renda seja o magistério.

O contribuinte que deseja saber se teve a declaração liberada, deverá acessar o site da Receita Federal ou pelo aplicativo, disponível para  Android e iOS. Na página, o contribuinte deve acessar o serviço Meu Imposto de Renda e verificar se há alguma inconsistência de dados. Neste caso, a pessoa pode avaliar as inconsistências e fazer a regularização por entrega de retificação.

O valor da restituição ficará disponível para o contribuinte durante um ano. Se o recurso não for resgatado, ainda há a possibilidade por meio de um Formulário Eletrônico – Pedido de Pagamento de Restituição.  

O que fazer se o valor não for creditado?

Se o valor não for creditado, o contribuinte deve contatar pessoalmente qualquer agência do Banco do Brasil, ou ligar para a Central de Atendimento, nos telefones 4004-0001 (capitais), 0800-729-0001 (demais localidades) e 0800-729-0088 (telefone exclusivo para deficientes auditivos). 

Calendário de pagamento de restituição do IRPF 2020

  • 1º lote: 29 de maio de 2020
  • 2º lote: 30 de junho de 2020
  • 3º lote: 31 de julho de 2020
  • 4º lote: 31 de agosto de 2020
  • 5º lote: 30 de setembro de 2020

Saiba se você tem restituição a receber

O contribuinte pode acompanhar o cálculo do imposto por meio do programa de preenchimento da declaração, utilizando as duas formas de tributação possíveis – pelo modelo simplificado e pelo completo.

Para acompanhar a atualização, basta visualizar a “Opção pela tributação” que aparece no canto esquerdo da tela. Conforme as fichas da declaração são preenchidas, o cálculo do imposto é atualizado.

Através do programa, o contribuinte consegue conferir o impacto da inclusão de dependentes, das despesas dedutíveis e das fontes de renda. O quadro é composto por dois campos, “Por deduções legais” (para quem faz a declaração completa) e “Por desconto simplificado” (que desconsidera as despesas dedutíveis e usa um desconto padrão de 20%). Os valores destacados em azul significam imposto a pagar. Já os valores destacados de verde correspondem à restituição.

Leia Também:

1 comentário
  1. Anailde Veloso Moreira Diz

    Gostaria de saber porque não recebi a minha restituição do Imposto de Renda.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Obrigado por se cadastrar nas Push Notifications!

Quais os assuntos do seu interesse?