Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Governo NÃO demitiu 396 mil servidores que fraudaram o auxílio emergencial

Jornal checou postagem que foi compartilhada milhares de vezes

Recentemente, começou a circular o boato de que o governo havia decidido demitir 396 mil servidores públicos que cometeram fraude no auxílio emergencial. O que aconteceu, realmente, é que a Controladoria-Geral da União (CGU) encontrou 396.316 funcionários públicos cadastrados no benefício.Do total, 7.236 são agentes federais e podem receber sanções da união.

Para serem demitidos, servidores públicos devem ser julgados em processo administrativo disciplinar ou por ação judicial. Desde que foi postada, no fim de julho, a postagem sobre os mais de 300 mil demitidos foi compartilhada cerca de 12,5 mil vezes.

O número de mais de 396 mil agentes públicos que são beneficiários do auxílio foi encontrado quando a CGU fez cruzamento de dados. Entre 1 de 31 de maio, agentes públicos receberam R$ 279 milhões. Mas, de acordo com o Estadão, esses servidores não foram demitidos.

Apesar da notícia ser fake, nesta semana um senador criou Projeto de Lei pedindo a demissão de servidores públicos que receberam o auxílio indevidamente. Ele sugere que seja incluída a possibilidade de perda de cargo como pena aos servidores que pediram o benefício. “Não podemos tolerar esse tipo de corrupção, principalmente daqueles que detêm a informação e recebem dos brasileiros o apoio para o exercício da função pública”, disse o senador.

Leia Também:

PENSAR CURSOS brasil 123

27 Comentários
  1. Marcos Diz

    Ladrão que rouba ladrão 100 anos de perdão

  2. Adriano Diz

    Funcionário público também paga impostos e ganha muito pouco poblema é do governo que liberou.

  3. Renato Diz

    O negócio é ser funcionário público, você está acima da lei. Você pode fazer a porra toda, tocar o caralho e nada lhe acontece. Vergonha total!

    1. Olympe de Gouges Diz

      Isso só é válido para altos cargos, nos demais, as perseguições e assédios morais são piores que na iniciativa privada. Nesse caso, muitos eram temporários e não tiveram o contrato renovado, outros recebem menos de 3 salários por família e, portanto, teriam sim direito ao benefício.

      1. Valéria lima Diz

        Minha tia é professora contratada e recebia um salário mínimo, antes da epidemia. Mais depois da epidemia o prefeito só pagou 600 reais por mês pra todo mundo, por não estarem * trabalhando *… Ela recebia o bolsa família, mais foi cortado a 2 parcela do auxílio emergencial, pois o mizeravel do prefeito assina a folha que esta pagando o salário todo. Vcs acham isso certo?

  4. Magno Judas Tadeu Vaz Diz

    A pena mínima como castigo seria ,multa em Doblo ao valor do auxílio retirado e perda das produtividades se houver, funcionários públicos corruptos devem serem punidos sim.

    1. Cléver Francisco Nascentes Diz

      Sistema de pagamento falho e o pior falha moral dos servidores públicos que solicitaram o auxílio, infelizmente mais uma vez a lei de Gerson “O mais importante é levar vantagem”, a cultura da corrupção e da impunidade perpetuada por nossos políticos são o exemplo clássico da mentalidade dos brasileiros.

  5. Renata Diz

    O PAD é essencial nesses casos. O Governo não deve se eximir de aplicá-lo. Mas o projeto de lei proposto só demonstra o desconhecimento do nosso legislativo sobre princípios constitucionais básicos, com irretroatividade das leis. Lamentável…

  6. Isabel Mezzalira Diz

    É uma vergonha que funcionários públicos tenham CONSEGUIDO o auxílio emergencial. Sinal de que o programa da Caixa/Dataprev deve ser uma mãe! Tudo feito de qualquer jeito! Exonerem os maus servidores. Limpem a máquina!

    1. Olympe de Gouges Diz

      Conheço vários que não pediram, mas o auxílio foi pago para alguém que não o servidor público, ou seja, o servidor foi vítima de golpe. Vamos parar de generalizar. É preciso avaliar caso a caso.

      1. Valéria lima Diz

        Tem servidor público q recebia o bolsa família, e recebeu o auxílio sem solicitar

  7. Vanessa reis de oliveira Diz

    Esses governos que esta condenando pessoas que pegou auxilio sem fazer pedindo e nem sabia que podia pegar ainda descobre que contrato e carteira assinada tenta resolver vai no caixa economica federal para saber como devolver ainda e humilhada chamada de criminosa ,quem trabalha em contrato nao recebe muito nao ,recebe pouco apenas 970 isso e injustica esses governo nao merece voto da gente nao

  8. Patrícia Yang Diz

    Exatamente!Não adianta querer bancar o tal se o mesmos são a vergonha do nosso país!

    1. Magno Judas Tadeu Vaz Diz

      A pena mínima como castigo seria ,multa em Doblo ao valor do auxílio retirado e perda das produtividades se houver, funcionários públicos corruptos devem serem punidos sim.

  9. renato cunha Diz

    Tem que saber se o servidor pediu mesmo ou se os seus dados foram utilizados pra isso. Vai dar um trabalhão!

    1. José Campos Diz

      Isso aí nem é corrupção, é roubo mesmo!

      1. Rose Diz

        Sou funcionária pública e não preciso de esmola do governo

  10. Francisco Paulo Diz

    Por causa de gente inescrupulosa, eu estou aguardando há 4 meses o resultado da avaliação que esse imcompete ministério da cidadania não resolve. deixou de ser auxílio emergencial, desde 15 de abril após ser aprovado pelo Dataprev o ministério da cidadania me esqueceu nessa avaliação.

  11. MAURO LIMA SANTOS Diz

    O projeto do senador de punir os corruptos que fraudaram as contribuições tem que ir a frentes se nao nunca vamos vamos botar o pais nos trilhos.

  12. Wellington Diz

    Cadê o desgoverno que ia acabar com a corrupção, era só balelas pra ganhar votos do gado, tá se preocupando é em defender a família corrupta.

  13. JESUS APARECIDO ALVES Diz

    Passa o nome do senador, o Brasil precisa saber.
    Outra, que está lei serve para todos servidores públicos inclusive os políticos.

    1. Adalberto pereira Silva Diz

      Se eu sai do trab .nao tive seguro dezemprepo.nao fui aprovado no auxilio.como servidores publicos federais receberam . trabalhando?nao nao tiveram punisao? Eu quero meu beneficio perdi o trabalho em março.o patrao me roubou aviso previo.e nao me deu os papeis do seguro .so faltava esse funcionarios publico recebendo auxio trabalhando ..e eu nada de auxilio desempregado desde março .de ladrao ja basta meu ex.patrao .

      1. Roseli SantoAlmeida Diz

        Quero fazer a contestação do auxílio emergencial

  14. Julio Diz

    “O exemplo tem que vir de cima “assim diz um dito popular ,porém nesse PAÍS onde os que deveriam dar exemplo pois possuem o conhecimento jurídico conhecem muito bem o poder do COOPERATIVISMO e da incompetência do JUDICIÁRIO.

  15. Weverton Diz

    Esse deputado deve ser muito limpo para ter tamanha ideia. Problema é pagamento indevido? Simples, que faça a restituição, caso não fizer, aí sim, cabe uma penalidade.

    1. Dorgival C dos Santos Diz

      Fico analisando como a data prevê libera o auxílio a funcionario públicos e a muitos que estão com a carteira assinada. E tem muitas pessoas como eu que meu seguro desemprego terminou em junho dei entrada e foi negada contestei e foi negado dizendo que estou recebendo estou desempregado e sem ajuda do governo. O erro está com o sistema data prevê. Devolução sim demissões não mesmo porque tem foncionarios privados recebendo não é só os públicos não. A qui deixo minha indignação a data prevê.

  16. Elias Diz

    Fico pensando porque não demitir todos os corruptos que fraudar os cofres públicos roubando da saúde, educação, segurança, e enfim todos que copera pra desviar dinheiro dos contribuintes, tem que punir todos

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Obrigado por se cadastrar nas Push Notifications!

Quais os assuntos do seu interesse?