Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Benefício Emergencial: Veja quais os trabalhadores que vão RECEBER até R$ 1.813,03

O novo auxílio vai contemplar os trabalhadores que realizaram acordos com as empresas para reduzir proporcionalmente a suas jornadas e salários

O Benefício Emergencial de Preservação do Emprego e Renda (BEm) segue em andamento. No entanto, você sabe quais são os trabalhadores que vão receber o auxílio?

O novo auxílio do Benefício Emergencial vai contemplar os trabalhadores que realizaram acordos com as empresas para reduzir proporcionalmente a suas jornadas e salários ou que tiveram os seus contratos suspensos.

De acordo com o Governo, o auxílio para os trabalhadores vai ser pago entre R$ 261,25 e R$ 1.813,03. No entanto, vale lembrar que esse valor não pode ser depositado em conta-salário.

Ademais, caso o trabalhador tenha direito a benefícios como plano de saúde ou tíquete alimentação, eles devem ser mantidos durante a suspensão do contrato de trabalho.

Primeiramente, o trabalhador permanecerá empregado durante o tempo de vigência dos acordos e pelo mesmo tempo depois que o acordo acabar.

Por exemplo, um acordo de redução de jornada de 90 dias de duração deve garantir ao trabalhador a permanência no emprego por mais 90 dias após o fim do acordo. Caso o empregador não cumpra, ele terá que pagar todos os direitos do trabalhador, já previstos em lei, além de multas.

Veja também: Saiba quanto tempo falta para LIBERAÇÃO do FGTS emergencial de R$1.045

Sobre o auxílio BEm

O Benefício Emergencial de Preservação do Emprego e da Renda é um benefício financeiro destinado aos trabalhadores que apresentarem redução de jornada de trabalho e de salário ou suspensão temporária do contrato de trabalho em função da crise causada pela pandemia do Coronavírus – COVID 19.

O Benefício Emergencial de Preservação do Emprego e da Renda se destina ao trabalhador que, em função da crise causada pela pandemia do Coronavírus, se enquadre em uma das seguintes situações:

1. Redução da jornada de trabalho e do salário;

2. Suspensão temporária do contrato de trabalho.

O Benefício Emergencial abrange também empregados em regime de jornada parcial ou intermitentes, os empregados domésticos e os aprendizes. A redução da jornada e salário do empregado poderá ser de 25%, 50% ou 70%, com prazo máximo de 90 dias.

A suspensão dos contratos de trabalho tem prazo máximo de 60 dias. Este benefício será pago independentemente do cumprimento do período aquisitivo, do tempo de vínculo empregatício ou do número de salários recebidos.

O empregado deve informar ao seu empregador em qual conta bancária de sua titularidade deseja receber o Benefício Emergencial de Preservação do Emprego e da Renda.

Como receber o benefício emergencial?

Acesse Agora as Principais Notícias no Brasil e fique atualizado

O pagamento será realizado por crédito em conta poupança existente em nome do trabalhador ou em Conta Social Digital, aberta automaticamente pela CAIXA, quando:

  • não tiver sido informada conta no ato da adesão;
  • houver impedimento para o crédito na conta indicada;
  • houver erros nos dados da conta informada.

A movimentação da conta poupança social CAIXA poderá ser efetuada com o uso do aplicativo CAIXA Tem, disponível para download nas lojas Android e IOS. O benefício não poderá ser depositado em nome de terceiros.

Valor do benefício

O valor do Benefício Emergencial corresponde a um percentual do Seguro-Desemprego a que o trabalhador teria direito em caso de demissão, variando entre R$ 261,25 até R$ 1.813,03, conforme o percentual de redução acordado.

A suspensão de contrato de trabalho prevê o pagamento de 100% do valor do Seguro-Desemprego.

O trabalhador intermitente terá um Benefício Emergencial com valor fixo de R$ 600,00.

Veja também: Saque do FGTS vai ser facilitado em nova modalidade com valor de R$1.045

Leia Também:

brasil 123  
33 Comentários
  1. Karen Diz

    Vai ter 4 parcela para intermitente??

  2. Keizo Diz

    A empresa que presto serviço deu entrada dia 4_4 até agora não reçebi nada só aparece processado é mais nada,se o prazo é sessenta dias que já se passaram só desespero a cada dia ninguém pôde dá uma resposta??

  3. Rosangela Diz

    Gente essas datas variam de acordo no mês q deu entrada. S foi dia 01 ou dia 15 e um mês depois . Eu mesmo recebi dia 13 d maio agora a segunda irei receber dia 13 de junho . Boa noite a tds.

  4. Francisca Diz

    Não consegui receber nem a primeira parcela do benefício emergencial,o meu cadastro aparece que meus dados estão incorretos e continua em análise,alguém na mesma situação conseguiu resolver?
    Os canais de atendimento são bem difíceis de fazer contato.

    1. Angelica Diz

      Então dei entrada dia 28 04 e ainda não recebi nada entro na carteira dijital da vinculo não encontrado e advengençia e até agora nem uma resposta

  5. Felipe Diz

    Todo mundo posta a mesma notícia sempre e a verdade é que ninguém sabe realmente ajudar o cidadão que está esperando a segunda parcela. Ninguém sabe informar uma data.

    1. Ivana Diz

      Verdade recebi a primeira parcela e ate agora nada da segunda

  6. Carolina Diz

    Oi meu marido tbm te q receber a segunda parcela do bem p trabalhador intermitente era p cair dia 1ebate agora nada

  7. Lucimaria Diz

    Eu não recebi o auxilio não liberado no bolsa
    Oque faço pra receber?
    Tenho três crianças no cadastro cdu

  8. BRUNA Diz

    Eu tbm tenho contrato intermitente recebi a primeira parcela dia 04maio e a segunda era dia 1 e até agora nada de cair na conta

  9. Jamile Diz

    Olá a empresa que eu trabalho tbm deu entrada dia 15/04 suspensão d contrato mudaram d data várias vezes pra pagar hj já são 03/06 e o governo não pagou nada,botaram a data pra 14/06 e 16/06 que e um absurdo eu pago aluguel filho pequeno e sem dinheiro.pais da vergonha.enquanto os políticos tudo d bolso cheio.

    1. José Reis Diz

      Eu só recebi uma parcela até agora será que eu recebo a primeira parcela

  10. Americo Borba Diz

    Também quero saber quando vai cair a segunda parcela do Bem para trabalhadores como eu em contrato intermitente?

    1. Bruno Gomes Diz

      Disseram que ia cair no dia 1 , até hj não caiu nada na minha conta

  11. Maya Diz

    Gente eu entrei no site do ministério da economia e lá da pra vc ver qual dia vai cair…eu usei a função esqueci minha senha aí vai gera um formulário de pergunta vc responde e troca de senha e entra em meu benefícios e tá tá tudo

    1. Juliana de Souza Lima Diz

      E apareceu q data

    2. BRUNA Diz

      Já entrei i carteira digital e no site do ministério e não consigo ver meu benéfico

      1. Ivana Diz

        Recebi a primeira e ate agora nada da segunda parcela do benefício emergência alguem sabe me dizer se já recebeu a segunda?

    3. Ivana Diz

      Q data vai sair então?

      1. Kayra Vieira Diz

        Tbm gostaria de saber , a minha até agora não caiu

  12. Kelly Diz

    Alguém sabe quando vai cair a segunda parcela do auxílio bem ao intermitente?

    1. Waldemir Diz

      Quando vai o dia para o pagamento do auxilio Bem?

  13. Joana Diz

    Alguém pode me informar quando será a segunda parcela do Bem pq de acordo com o calendario deveria ter sido dia 1 de junho mas até agora não caiu .

    1. Americo Borba Diz

      Também quero saber quando vai cair a segunda parcela do Bem para trabalhadores como eu em contrato intermitente?

      1. Bruno Gomes Diz

        Disseram que a segunda parcela iria cair dia 1 de junho e até hj não caiu nada , MDS do céu será que vamos receber essa segunda parcela?

  14. Maria José Pereira Mateus Diz

    Como posso fazer uma denuncia,a caixa tem muita gente recebendo e não precisa e tem muita que realmente precisa e não consigam o auxílio

  15. renato Diz

    a segunda parcela pra trabalhador intermitente
    sai quando alguém sabe

    1. Bruno Gomes Diz

      Eu queria saber tbm

  16. Grazieli Diz

    E cadê a segunda parcela dos intermitentes?

    1. BRUNA Diz

      Era pra ser dia 1 de junho mais até agora nada

  17. Jeferson de oliveira eufrazio Diz

    Boa noite ,moro no Distrito federal ,no dia 15/04 Tive meu contrato suspenso ,e me enquadro no BEM(benefício emergêncial) apartir daí a empresa tinha que enviar os nossos dados trabalhistas para o governo ,após o envio dos dados o governo teria que avaliar a renda da empresa ,pra poder fazer o cálculo de quanto nos iríamos receber , o próprio ministério da economia falou que em 30 dias realizaria o pagamento hoje já é dia 19/05 e não recebi ,acompanho o site do ministério da economia todo dia e vi que o valor que o governo pretende pagar é abaixo do prometido ,eu recebo 2,043,00 o governo colocou no site que pagaria o valor de 1045,00 ,sendo que seria que ser um valor de aproximadamente 1600,00,quando vi o valor ,já entrei em contato com o RH da minha empresa e eles disserram que mandaram o cálculo corretamente para o governo que mesmo assim não mudou o valor ,mantendo esse valor de 1,045.

    1. Mimi Diz

      Alguém saber me informar como fica a pensão dos filhos quando receber em folha de pagamento vai cai na conta

    2. Luís Fábio Diz

      Alguém sabe quando vai cair a segunda parcela para intermitentes?

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Obrigado por se cadastrar nas Push Notifications!

Quais os assuntos do seu interesse?