Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Auxílio de R$600: CAIXA confirma 2,5 milhões de pessoas por dia para saques

A ideia é manter o fluxo nas agências da Caixa em torno de 2,5 milhões de pessoas por dia, de nesta terça-feira, 19 de maio, até 13 de junho, quando acabará o saque em dinheiro da segunda parcela.

A Caixa Econômica Federal organizou um calendário diferente para o recebimento da segunda parcela do auxílio emergencial de R$600, com o objetivo de evitar a aglomeração de pessoas em filas, como visto no primeiro ciclo de pagamentos.

A ideia é manter o fluxo nas agências da Caixa em torno de 2,5 milhões de pessoas por dia, de nesta terça-feira, 19 de maio, até 13 de junho, quando acabará o saque em dinheiro da segunda parcela.

A informação foi dada hoje  no início desta semana pelo presidente do banco, Pedro Guimarães, em pronunciamento sobre o auxílio emergencial de R$ 600,00 (R$ 1,2 mil para mães chefes de família).

Cronograma de pagamento da segunda parcela do auxílio emergencial

Segundo Guimarães, até o dia 29, as agências receberão diariamente 1,9 milhão de beneficiários do Bolsa Família, que retirarão a segunda parcela do auxílio emergencial com base no último dígito do Número de Inscrição Social (NIS).

Acesse Agora as Principais Notícias no Brasil e fique atualizado

A partir de amanhã, o movimento diário será reforçado por pessoas que tiveram a primeira parcela liberada na última sexta-feira (15).

As cerca de 8,3 milhões de pessoas serão direcionadas ao banco em grupos de 600 mil pessoas por dia, com base no mês de nascimento.

De 30 de maio a 13 de junho, será a vez de os inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) e dos trabalhadores informais irem às agências sacarem a segunda parcela em dinheiro. Mas essa retirada também se dará conforme o mês de nascimento, num total estimado entre 2,4 milhões e 2,7 milhões de pessoas por dia.

Calendário da 2ª parcela (uso digital) – Poupança Social

  • 20 de maio (quarta-feira) – nascidos em janeiro e fevereiro
  • 21 de maio (quinta-feira) – nascidos em março e abril
  • 22 de maio (sexta-feira) – nascidos em maio e junho
  • 23 de maio (sábado) – nascidos em julho e agosto
  • 25 de maio (segunda-feira) – nascidos em setembro e outubro
  • 26 de maio (terça-feira) – nascidos em novembro e dezembro

Calendário da 2ª parcela (saque) – Bolsa Família

  • 18 de maio (segunda-feira) – NIS 1
  • 19 de maio (terça-feira) – NIS 2
  • 20 de maio (quarta-feira) – NIS 3
  • 21 de maio (quinta-feira) – NIS 4
  • 22 de maio (sexta-feira) – NIS 5
  • 25 de maio (segunda-feira) – NIS 6
  • 26 de maio (terça-feira) – NIS 7
  • 27 de maio (quarta-feira) – NIS 8
  • 28 de maio (quinta-feira) – NIS 9
  • 29 de maio (sexta-feira) – NIS 0

Calendário da 2ª parcela (saque) – Poupança Social e demais públicos

  • 30 de maio (sábado) – nascidos em janeiro
  • 01 de junho (segunda-feira) – nascidos em fevereiro
  • 02 de junho (terça-feira) – nascidos em março
  • 03 de junho (quarta-feira) – nascidos em abril
  • 04 de junho (quinta-feira) – nascidos em maio
  • 05 de junho (sexta-feira) – nascidos em junho
  • 06 de junho (sábado) – nascidos em julho
  • 08 de junho (segunda-feira) – nascidos em agosto
  • 09 de junho (terça-feira) – nascidos em setembro
  • 10 de junho (quarta-feira) – nascidos em outubro
  • 12 de junho (quinta-feira) – nascidos em novembro
  • 13 de junho (sexta-feira) – nascidos em dezembro

Mudança no pagamento da segunda parcela a informais e inscritos no CadÚnico

O pagamento da segunda parcela do auxílio emergencial para os informais e os inscritos no CadÚnico começa amanhã e vai até o dia 26, mas o dinheiro só será depositado na conta poupança digital da Caixa.

Até o dia 30, esses beneficiários só poderão movimentar o dinheiro por meio do aplicativo Caixa Tem, que permite o pagamento de contas domésticas, de boletos bancários e de compras em lojas e estabelecimentos parceiros do banco.

O presidente da Caixa explicou que o dinheiro da segunda parcela depositado na conta digital só poderá ser sacado em espécie a partir do dia 30 para evitar aglomerações nas agências.

E, ao contrário do que foi feito no pagamento da segunda parcela, a transferência da conta digital para contas de terceiros também só será liberada quando começar o saque em dinheiro.

Já quem teve o auxílio emergencial liberado mais tarde terá um calendário próprio, recebendo as três parcelas com 30 dias de diferença cada.

Como o benefício pode ser pedido até 3 de julho, quem tiver o auxílio liberado após essa data receberá até setembro, caso a primeira parcela saia em julho, ou outubro, caso a primeira parcela só saia em agosto.

Caixa divulga balanço atualizado do auxílio de R$600

A Caixa divulgou que, até as 14h de hoje, o banco pagou R$ 37,3 bilhões a 52,3 milhões de pessoas.

Este número inclui tanto a primeira parcela como o primeiro dia de pagamento da segunda parcela do auxílio emergencial.

Em relação ao primeiro lote do auxílio emergencial, 96% dos beneficiários sacaram todos os recursos disponíveis.

Benefício Emergencial: Caixa já pagou R$ 1,7 bilhão

Também na tarde desta segunda, a Caixa divulgou balanço do pagamento do Benefício Emergencial (Bem), quem complementa a renda do trabalhador que teve a jornada reduzida ou o contrato de trabalho suspenso.

Segundo a vice-presidente de Governo da Caixa, Tatiana Thomé, desde 4 de maio, o banco pagou R$ 1,7 bilhão a 1,8 milhão de empregados.

Desse total, R$ 1,1 bilhão foram creditados em contas de correntistas do próprio banco, R$ 597,5 milhões na conta poupança digital e R$ 27,4 milhões no Cartão do Cidadão.

Segundo a vice-presidente, nesta semana o banco deverá pagar R$ 425 milhões a 428 mil trabalhadores.

O BEm é pago 30 dias depois da assinatura do acordo de redução de jornada ou de suspensão de contrato, em duas ou três parcelas.

Como pedir o auxílio

Os trabalhadores poderão solicitar o auxílio emergencial de R$600 das seguintes formas:

  1. O cidadão, enfim, no primeiro momento, deve acessar a página inicial oficial do site da Caixa (https://auxilio.caixa.gov.br/#/inicio);
  2. Dessa forma, na página seguinte, são mostrados os requisitos necessários para ter direito ao auxílio emergencial de R$600 a R$1.200;
  3. Após isso, o trabalhador informal deve preencher dados como nome completo, CPF e data de nascimento;
  4. Logo após, será necessário o preenchimento do número do celular para recebimento de um código de verificação por SMS;
  5. Assim chegar por SMS, o código de verificação deve ser colocado no campo “código recebido”;
  6. Após isso, o cidadão deverá informar a renda, o ramo de atividade (as opções oferecidas pelo sistema são Agricultura e Pecuária, Extrativismo/Pesca, Comércio, Produção de Mercadorias, Prestação de serviços, Trabalho Doméstico, Outros), estado e cidade;
  7. Em seguida, o trabalhador escolhe se quer receber em conta já existente ou criar uma poupança digital;
  8. O trabalhador poderá escolher se deseja receber o valor do auxílio em uma conta já existente ou criar uma poupança digital;
  9. Após informar a opção, trabalhador deve fornecer seu documento (RG ou CNH);
  10. Em seguida vêm os dados fornecidos pelo trabalhador;
  11. Em conclusão, na tela final, aparece o aviso de que o pedido do auxílio emergencial está em análise.

Veja também: Dois saques do PIS/PASEP são liberados com valor de até R$1.045

Leia Também:

brasil 123  
4 Comentários
  1. Kaline Cordeiro Diz

    Achei uma palhaçada esse auxílio emergencial, para quem trabalhou em 2018 de carteira assinada não ter direito, quero saber se eles acham que o salário mínimo de 2018 ainda tá rendendo pra 2020? 😡😡

  2. José Marcio Braz Diz

    Puta palhaçada inventarem essa conta digital pra todos sendo que eu tenho minha conta na caixa agora tenho que baixar esse aplicativo caixa tem mas meu celular nem tem mais espaço então quer dizer o q eu me fodi nessa

  3. ADRIANA DE OLIVEIRA SILVA Diz

    Meu,vai fazer fila do mesmo jeito,recebi o meu na minha conta poupança, foi rapidinho,agora com essa conta digital,lascou

  4. Juliane Diz

    Me Ajuda Por Favor?? Oq Fazer Quando Tem a Carteire Registrada, Mas Está Suspenso Do Trabalho Por Conta Do Covid19,e Recebe Um Contrato Em Que o Governo Ficará Encarregado De Pagar Seu Salário,Em Até Uma Data Determinada,e Atrasou 10 Dias e o Salário Não Cai?? De Todos Os Outros Funcionários Caíram… Se Souber De Alguma Informação Sobre Isso, Me Ajuda Por Favor??

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Obrigado por se cadastrar nas Push Notifications!

Quais os assuntos do seu interesse?