Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Auxílio de R$ 300: Saiba o que pode excluir você da prorrogação do benefício

Governo impôs restrições para receber as novas parcelas do auxílio emergencial de R$ 300

O Governo Federal estabeleceu a prorrogação do auxílio emergencial até dezembro de 2020. O valor das novas parcelas, de acordo com a Medida Provisória (MP), será de R$ 300.

No texto da MP, foram feitos parâmetros e estabelecidas restrições para receber as parcelas da prorrogação. As quatro novas parcelas podem não ser válidas para todos os beneficiários.

O governo afirma no texto que “o auxílio emergencial residual será devido até 31 de dezembro de 2020, independente do número de parcelas recebidas”.

Ou seja, com exceção do grupo que recebeu a primeira parcela em abril, alguns beneficiários podem receber menos de quatro parcelas, já que o programa não deve continuar em 2021.

O governo não divulgou o calendário para os novos pagamentos. Os cadastros não serão reabertos; eles foram encerrados no dia 2 de julho.

O texto da MP do auxílio também não permite que alguns dependentes recebam o auxílio. Brasileiros que moram no exterior e detentos em regime fechado, que chegaram a receber o auxílio de R$ 600, antes de serem excluídos do programa, não terão direito.

As parcelas de R$ 300 também não serão pagas para quem conseguiu emprego formal após receber o auxílio, quem recebeu programa de transferência do governo (com exceção do Bolsa Família), seguro-desemprego e benefício previdenciário. Quem tinha posse ou propriedade de bens ou direitos no valor superior a R$ 300 mil em 31 de dezembro de 2019 também não poderá receber.

Como há a previsão de reavaliação dos beneficiários, é esperado que um número menor de brasileiros recebam as quatro parcelas de R$ 300.

Auxílio prorrogado até dezembro

O presidente Jair Bolsonaro anunciou a prorrogação do auxílio emergencial por quatro meses no valor de R$ 300. A extensão do auxílio foi oficializada por meio de medida provisória e terá que ser aprovada por deputados e senadores no Congresso Nacional.  

“Não é um valor o suficiente muitas vezes para todas as necessidades, mas basicamente atende. O valor definido agora há pouco é um pouco superior a 50% do valor do Bolsa Família. Então, decidimos aqui, até atendendo a economia em cima da responsabilidade fiscal, fixá-lo em R$ 300”, disse Bolsonaro. 

Neste ano, o Executivo depositou cinco parcelas de R$ 600 para os beneficiários do auxílio, visando ajudar os brasileiros de baixa renda, trabalhadores informais, MEIs, autônomos e desempregados.   

O presidente Jair Bolsonaro já havia informado sobre a redução do valor do benefício e argumenta que, se o valo pode parecer pouco para os brasileiros afetados pela pandemia, “é muito para quem paga, no caso, o Brasil”.  

De acordo com cálculos feitos pela equipe econômica, o custo mensal do benefício foi de R$ 50 bilhões por mês durante a primeira fase do programa. 

Leia Também:

10 Comentários
  1. Genilda Diz

    Eu estava recebendo o auxílio até o mês passado pq sou chefe d família tenho duas filha pra sustentar. esse mês fui na lotérica retirar o auxílio quando cheguei fiquei sem chão .. quando cheguei lá o meu auxílio tinha cido excluída …quer dizer quem realmente precisa eles exclui e quem n precisa tá recebendo …

  2. Nikza Diz

    Por favor alguém pode mim responfer. Quem trabalhou em 2016 está afastada do trabalho por motivo de doença o INSS deu alta em novembro não fez perícia a Federal estava de recesso em março veio a pandemia escrevi no auxílio porque não recebo da empresa nem do INSS tem direito ao auxílio emergencial já que a pandemia mundial fez parar tudo e fiquei sem renda financeira chefe de família, porque perícia pela federal ninguém fala e o auxílio para quem tá sem renda essa pessoa não vive e nem vota samos ninguém, preciso de uma resposta urgente.

  3. ROSELI MARIA CAMARGO Diz

    ROSELI MARIA CAMARGO
    Fui demitido m. Trabalho na ipedemia do coronas recebi 5 parcela do seguro mas m. SEGURO terminou no mes de Setembro estou 55 anos não consigo trabalho porque fala que sou pessoa de risco p. Causa da idade tinha me cadastrado no auxílio emergência mas quando fui contestar me negado dos que saindo estou recebendo mas terminou oque fazer não tenho trabalho nada.

  4. Luciano Pacheco ribeiro filho Diz

    gente vocês estão dando esse dinheiro para quem sou trabalhadores e para quem não tem trabalho está desempregado e precisa desse dinheiro da minha vida e não pode porque não tem CPF e eles não fazem nada quem é porque não tem não querem saber cancelar depois mas quem não tem CPF e eles não quer saber então cria o filho se bobear carta na tia capitão velho vai vender porque por causa de auxílio do governo filho precisa deles eles não são não é para qualquer uma pessoa não essa não tem CPF documento completo que a gente tivesse se fode como eu aqui com dois filhos não ganha benefício e faço que eu posso para mim poder criar meus filhos agora se fosse para esse cover nunca ia ganhar um dinheiro desse

  5. José adielson Batista Diz

    Boa tarde eu também fui excluído do auxílio so recebi 2 paselas inte agora nada sou cadastrado no bolsa família e não veio mais como faço para ter direito de novo? ?

  6. Edileide Diz

    Não tenho trabalho,nem posses muito pelo contrário estou doente.e me cortaram.tomo 7 comprimidos por dia

  7. Osvair Diz

    Tem pessoas que estão trabalhando e tão ganhando principalmente da brf eu sei do que estou falando pessoas que precisam estão desempregada nem pegou a primeira parcela isso e justo

  8. Michel Affonso Diz

    Meu auxílio está dando como bloqueado, pois está sendo alegado que tenho trabalho formal. Como pode ser se estou sem carteira assinada a quase nove anos.

  9. Cláudia Barroso Diz

    Eles vão pagar as quatro parcelas de 300 reais como? Eles deviam pagar aquita e mais os 300, da primeira logo pra ninguém sair lesado, já que vai ser quatro de 300reais, quem tá de acordo me ajudem

  10. Darla Diz

    Tá eu não recebi nada disso. Não tenho posses. Não consegui trabalho infelizmente. E fui excluída do auxílio. Faço parte do bolsa. E fui excluída. Qual o parâmetro então?

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Obrigado por se cadastrar nas Push Notifications!

Quais os assuntos do seu interesse?