Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Avalie o Texto.

Covid retorna a países que pensavam ter derrotado a doença

O Covid retorna a países que apresentavam excelentes resultados no combate à pandemia. Essas nações haviam conseguido conter os casos em seu território, porém eles voltaram a aparecer.

Isso gera um alerta para a Organização Mundial de Saúde (OMS). Porque significa que estratégias que eliminam o coronavírus não funcionam a longo prazo. Portanto, mesmo os lugares com poucos infectados e óbitos não podem deixar de tomar todos cuidados.

Quais são os países 

Taiwan resistiu por 250 dias sem qualquer infecção pela doença transmitida localmente. Porém, a situação que mantinha-se desde abril terminou na semana passada. Encerrando o mais longo período livre de Covid do mundo todo.

O caso em questão foi uma mulher que teve contato com um piloto de avião. Este havia chegado dos EUA a poucos dias e estava infectado. Portanto, é complicado pensar em uma erradicação total nessas circunstâncias.

A Tailândia registrou na mesma data 427 casos novos, o que assustou a todas autoridades. Já que até setembro conseguiu ficar 100 dias sem nenhuma transmissão local. Portanto o COVID retorna a países e já preocupa os setores de saúde com a alta demanda.

Na Austrália os casos estavam controlados também, com poucas infecções locais. Porém um surto em Sydney surgiu e pode ter sido originado por um trabalhador de hotel. Aumentando assim os números novamente e tirando o país da zona de erradicação.

Segundo estudiosos essa situação pode ser comum em países com baixo nível de vírus. Porque, mesmo eliminando-os, ele deve ressurgir vindo de outras localidades. Já que a maior parte dos países do mundo não tem tamanha eficácia.

Mantenha os cuidados

O que preocupa os cientistas é a falsa sensação de segurança que a “eliminação” do Covid-19 provoca. Pois, ela faz com que as pessoas retornem às suas atividades normalmente e esqueçam os cuidados. Por exemplo:

  • Lavar a mão;
  • Usar máscara;
  • Evitar aglomerações.

A região da Ásia-Pacífico tem suportado surtos de infecção muito mais do que países como:

  • EUA;
  • Inglaterra;
  • França;
  • Espanha;
  • Outros países europeus.

Mas como a doença permanece em outras partes do mundo, ela volta aos locais. Isso tem ocorrido mesmo com restrições nas fronteiras e quarentenas obrigatórias que ocorrem.

A situação do Japão e Coreia do Sul

As nações viveram meses de controle, porém tem sofrido com os aumentos causados pelo início do inverno. O Covid retorna a países em uma segunda onda preocupante. Já que administraram os níveis durante quase o ano todo, sem precisar fechar ambientes.

Agora, estão registrando recordes de casos e óbitos diários. Portanto, tem-se a estratégia de fechar suas fronteiras pela primeira vez desde o início da pandemia. Um fato que é desafiado pelo cansaço das pessoas na pandemia.

Covid retorna a países

Ao invés de querer erradicar completamente a doença, especialistas consideram manter os casos em níveis controlados. Porque assim é possível manter a população em alerta, respeitando as normas de segurança.

Eles ainda acreditam que a crise sanitária causada pelo coronavírus deva durar de dois a três anos. Portanto, ouvir que o Covid retorna a países deve ser natural por algum tempo.

Avalie o Texto.

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.