Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Concurso TJ MG: órgão rescinde contrato com banca IBFC para organização do certame

Quantitativo de vagas ainda não foi definido; Edital tem expectativa de ser divulgado para nível médio e superior

O Tribunal de Justiça do Estado de Minas Gerais tinha em pauta abrir um novo edital de concurso público (Concurso TJ MG) para segunda instância. O processo de escolha da empresa havia definido o Instituto Brasileiro de Formação e Capacitação (IBFC).

No entanto, foi divulgado no Diário Oficial do órgão, edição dia 08 de maio, a informação de que o contrato entre as partes foi rescindido. O órgão ainda não explicou o motivo da decisão.

O pregão contou com as seguintes organizadoras: Instituto Nosso Rumo; Instituto Brasileiro de Formação e Capacitação – IBFC; Consulplan; Empresa de Seleção Pública e Privada – ESPP; Fundação Guimarães Rosa; Instituto AOCP; Locaflex Eireli; Instituto Nacional de Concurso Publico – INCP; e Cebraspe.

O edital previa vagas para os cargos de Técnico Judiciário (nível superior) e Oficial Judiciário (nível médio). A previsão era que 80 mil candidatos se inscrevesse no certame, conforme informações do documento.

O concurso

O certame é composto por provas objetivas e discursivas para ambos os cargos.

O candidato pode se inscrever nos dois cargos, ou seja, as provas devem acontecer em turnos distintos. A taxa de inscrição é de R$70,00 para nível médio e R$90,00 para nível superior.

Cargos do Concurso TJ MG  2ª instância

O concurso contará com vagas para oficial judiciário, de nível médio e médio/técnico, e técnico judiciário, de nível superior. Para Oficial, as chances serão destinadas as especialidades de Assistente técnico de controle financeiro, Assistente técnico de sistemas e Oficial judiciário.

Para Técnico, as chances serão destinadas as especialidades de Administrador de banco de dados; Administrador de rede; Analista de sistemas; Enfermeiro; Engenheiro (civil, eletricista e mecânico); Estatístico; Médico; e Técnico judiciário.

Comissão do Concurso TJ MG  2ª instância

A comissão do concurso do TJ/MG para segunda instância foi formada através do “OFÍCIO do Desembargador Wagner Wilson Ferreira, Segundo Vice- Presidente, solicitando o sorteio do nome de dois Desembargadores, dentre os que manifestaram interesse, para comporem a Comissão Examinadora do próximo Concurso Público para provimento de vagas do Quadro de Pessoal da Secretaria do Tribunal de Justiça do Estado de Minas Gerais. Desembargadores que manifestaram interesse.

De acordo com o documento, os seguintes membros demonstraram interesse: Desembargador Carlos Henrique Perpétuo Braga, Desembargador José Américo Martins Costa, Desembargador Pedro Coelho Vergara; Desembargador Edison Feital Leite e Desembargador Paulo Calmon Nogueira da Gama. O sorteio dos membros resultou na escolha dos desembargadores José Américo Martins da Costa e Pedro Coelho Vergara.

Cargos vagos

No aguardo da abertura de novos concursos, o déficit de servidores no órgão só aumenta. Na segunda instância, por exemplo, a falta de servidores já chegou a 752 cargos, sendo 574 de oficial judiciário e 151 de técnico judiciário.

Na primeira instância, o órgão registrou 2.136 cargos vagos, sendo 1.611 oficiais de apoio judicial, 387 oficiais judiciários e 138 técnicos judiciários.

Acesse Agora as Principais Notícias no Brasil e fique atualizado

O Concurso TJ MG  2ª instância

O concurso do Tribunal de Justiça/MG para segunda instância terá provas abordando conhecimentos conforme o cargo que o candidato optar.

Oficial Judiciário – Assistente Técnico de Controle Financeiro:
– Língua Portuguesa
– Noções de Direito
– Noções de Informática
– Conhecimentos Específicos (por especialidade)
– Raciocínio Lógico-Matemático

Oficial Judiciário – Assistente Técnico de Sistemas
– Língua Portuguesa
– Noções de Direito
– Inglês Técnico
– Conhecimentos Específicos (por especialidade)
– Raciocínio Lógico-Matemático

Oficial Judiciário – Oficial Judiciário
– Língua Portuguesa
– Noções de Direito
– Noções de informática
– Atos do ofício
– Raciocínio Lógico-Matemático

Oficial Judiciário – Enfermeiro, Engenheiro Civil, Engenheiro Eletricista, Engenheiro Mecânico, Estatístico e Médico
– Língua Portuguesa
– Noções de Direito
– Noções de informática
– Conhecimentos Específicos (por especialidade)
– Raciocínio Lógico-Matemático

Técnico Judiciário – Administrador de Banco de Dados, Administrador de Rede e Analista de Sistemas
– Língua Portuguesa
– Noções de Direito
– Inglês Técnico
– Conhecimentos Específicos (por especialidade)
– Raciocínio Lógico-Matemático

Técnico Judiciário – Técnico Judiciário
– Língua Portuguesa
– Noções de informática
– Conhecimentos Específicos (por especialidade)
– Raciocínio Lógico-Matemático

Último Edital

O último edital contou com prova objetiva de múltipla escolha, para todos os cargos/especialidades, composto por 60 (sessenta) questões, cada uma com 4 (quatro) opções de resposta, das quais apenas 1 (uma) correta, sob a responsabilidade da Fundação Mariana Resende Costa (FUMARC).

Leia Também:

brasil 123  

Comentários estão fechados.

Obrigado por se cadastrar nas Push Notifications!

Quais os assuntos do seu interesse?