Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Concurso Polícia Civil PC PE 2017/2018: Governador anuncia concursos anuais! Confira!

Cresce a expectativa de abertura do concurso público da Polícia Civil do Estado de Pernambuco (Concurso Polícia Civil PC PE). De acordo com o governador do estado, Paulo Câmara, há uma defasagem no número de delegados no estado e o objetivo é que, a partir de 2018, sejam abertos concursos anuais, para repor os cargos deixados por servidores aposentados.

“Nosso intuito é que todo ano tenha concurso, com número menor de vagas, evidentemente, mas para repor as pessoas que vão se aposentando. Para que a gente não tenha ‘claros’, como está ocorrendo agora, que terminou sendo ruim diante do aumento da violência no estado”, disse Paulo.

O mês de agosto deste ano registrou o maior número de homicídios no Estado, na comparação com o mesmo mês, nos últimos sete anos, conforme dados da Secretaria de Defesa Social de Pernambuco (SDS). Diante do aumento nos índices da violência no estado, a pasta trabalha para divulgar a abertura de novos concursos voltados para a Segurança Pública o mais rápido possível.

O Concurso Polícia Civil PC PE 2017/2018

O concurso da Polícia Civil PC/PE 2017 poderá contar com vagas para os cargos de Delegado de Polícia, Agente de Polícia, Escrivão de Polícia, Auxiliar de Legista, Auxiliar de Perito, Perito Papiloscopista, Médico Legista, Perito Criminal nas áreas de Engenharia Mecânica ou Engenharia Mecatrônica, Engenharia Civil, Engenharia Elétrica, Engenharia Eletrônica, Engenharia de Redes de Comunicação ou Engenharia de Telecomunicações, Química, Química Industrial ou Engenharia Química, Farmácia, Ciências Biológicas ou Biomedicina, Ciência da Computação, Engenharia da Computação ou Sistemas de Informação, Ciências Contábeis, Engenharia Agronômica, Geologia, Engenharia Ambiental ou Engenharia Florestal, Física, Odontologia e Medicina Veterinária.

Os candidatos deverão ser submetidos as seguintes etapas de avaliação: a) prova(s) objetiva(s), de caráter eliminatório e classificatório, para todos os cargos; b) prova discursiva, de caráter eliminatório e classificatório, para todos os cargos;  c) prova prática de digitação, somente para o cargo de Escrivão de Polícia, de caráter eliminatório e classificatório;  d) prova de capacidade física, para todos os cargos, de caráter eliminatório;  e)avaliação psicológica, para todos os cargos, de caráter eliminatório; f) exame médico, para todos os cargos, de caráter eliminatório; g) investigação social, para todos os cargos, de caráter eliminatório; e h) avaliação de títulos, de caráter classificatório, somente para o cargo de Delegado de Polícia.

Sobre os cargos do Concurso Polícia Civil PC PE 2017/2018

O cargo de Agente de Polícia tem requisito de diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de nível superior em qualquer área de formação, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC), e Carteira Nacional de Habilitação,no mínimo, categoria B. O cargo deverá praticar os atos de Polícia Judiciária definidos na esfera de sua competência técnica e funcional pelo Código de Processo Penal e por outras normas que regem essa atividade, inclusive técnicas e éticas, mediante determinação da Autoridade Policial, atendendo aos critérios de hierarquia e disciplina referidos no art. 1º da Lei Complementar nº 137, de 2008; entre outras tarefas. De acordo com o último concurso, o salário foi de R$ 3.276,42, por jornada de trabalho de 8 horas diárias ou 40 horas semanais, ressalvadas as jornadas especiais, em regime de plantão, que observarão a proporcionalidade limite de 1/3 – uma hora de trabalho, para três de descanso, na forma disposta em regulamento, a critério da administração, tendo em vista a natureza dos serviços a serem executados.

Já o cargo de Delegado de Polícia tem exigência de diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de nível superior de bacharelado em Direito, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo MEC, Carteira Nacional de Habilitação, no mínimo, categoria B (conforme previsto no Decreto Estadual nº 42.106, de 2015), e três anos de prática jurídica (na forma definida no art. 59 da Resolução nº 75, de 12 de maio de 2009, do Conselho Nacional de Justiça) ou atividade policial (nos termos do art. 144 da Constituição Federal), comprovada no ato da posse, por intermédio de documentos e certidões. O cargo deverá  dirigir, supervisionar, coordenar, planejar, orientar, executar e controlar a administração policial civil estadual, bem como as investigações e operações policiais, além de instaurar e presidir procedimentos policiais. O salário, de acordo com o último concurso realizado, foi de R$ 9.069,81, por jornada de trabalho de 8 horas diárias ou 40 horas semanais, ressalvadas as jornadas especiais, em regime de plantão, que observarão a proporcionalidade limite de 1/3 – uma hora de trabalho, para três de descanso, na forma disposta em regulamento, a critério da administração, tendo em vista a natureza dos serviços a serem executados.

Por fim, o cargo de Escrivão de Polícia tem requisito de diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de nível superior em qualquer área de formação, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo MEC, e Carteira Nacional de Habilitação, no mínimo, categoria B (conforme previsto no Decreto Estadual nº 42.106, de 1º de setembro de 2015). O Escrivão tem função de materializar os atos de Polícia Judiciária definidos na esfera de sua competência funcional pelo Código de Processo Penal e por outras normas que regem essa atividade, inclusive técnicas e éticas; assessorar, executar e controlar os trabalhos relacionados à formalização dos atos de Polícia Judiciária por determinação e orientação da Autoridade Policial a que estiver subordinado 3 nos inquéritos policiais, sindicâncias e processos administrativos disciplinares; expedir certidões de ofício e mediante requerimento deferido pela Autoridade Policial; entre outras tarefas. O salário será de R$ 3.276,42, por jornada de 8 horas diárias ou 40 horas semanais, ressalvadas as jornadas especiais, em regime de plantão, que observarão a proporcionalidade limite de 1/3 – uma hora de trabalho, para três de descanso, na forma disposta em regulamento, a critério da administração, tendo em vista a natureza dos serviços a serem executados, na forma do art. 19 da Lei Complementar Estadual nº 155, de 2010.

Último Concurso Polícia Civil PC PE

O último concurso da Polícia Civil do Estado de Pernambuco foi realizado em 2016, quando contou com 966 vagas, distribuídas entre os cargos de Delegado de Polícia (100 vagas), Agente de Polícia (500), Escrivão de Polícia (50 vagas), Auxiliar de Legista (73), Auxiliar de Perito (96), Perito Papiloscopista (51), Médico Legista (40) e Perito Criminal nas áreas de Engenharia Mecânica ou Engenharia Mecatrônica (5), Engenharia Civil (5), Engenharia Elétrica, Engenharia Eletrônica, Engenharia de Redes de Comunicação ou Engenharia de Telecomunicações (5), Química, Química Industrial ou Engenharia Química (5), Farmácia (5), Ciências Biológicas ou Biomedicina (7), Ciência da Computação, Engenharia da Computação ou Sistemas de Informação (12), Ciências Contábeis (1), Engenharia Agronômica, Geologia, Engenharia Ambiental ou Engenharia Florestal (1), Física (8), Odontologia (1) e Medicina Veterinária (1).

O certame registrou 13.667 inscritos para Delegado, 37.783 para Agente e 2.266 para Escrivão. Já para os demais cargos, que compõe a Polícia Científica, foram registrados os seguintes quantitativos de inscritos: Perito Criminal: 5.508 inscritos; Médico Legista: 1.181 inscritos; Perito Papiloscopista: 1.403 inscritos; Auxiliar de Legista: 537 inscritos; e Auxiliar de Perito: 1.847 inscritos. A organização foi do Cebraspe/Cespe.

Leia Também:

PENSAR CURSOS brasil 123

Comentários estão fechados.

Obrigado por se cadastrar nas Push Notifications!

Quais os assuntos do seu interesse?