Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Concurso INDEA MT: Déficit chega a 350 servidores e órgão espera novo certame!

Grupo de trabalho vai avaliar necessidade e viabilidade de novo edital; Último concurso foi em 2009

O Instituto de Defesa Agropecuária do Estado do Mato Grosso tem expectativa de divulgar um novo edital de concurso público (Concurso INDEA MT 2019), mas ainda segue sem previsão. Foi divulgado no Diário Oficial do Mato Grosso, edição do dia 10 de abril, o novo regimento interno do órgão. Dentre as subseções listadas no documento, foi especificada a solicitação e acompanhamento de concurso público, bem como o encaminhamento de informações referentes à seleção ao Tribunal de Contas do Estado (TCE).

Ao site Folha Dirigida, o gabinete da presidência do órgão disse que ainda não há expectativa de que uma nova seleção seja realizada em 2019. “Foi instituída uma comissão para elaborar a possibilidade de concurso público, mas isso foi descartado, inclusive a comissão já foi desfeita”, informaram.

O Instituto informou que há a necessidade de convocação de pelo menos 350 servidores. No entanto, uma nova seleção este ano não será será possível devido ao orçamento. Autlamente o órgão não conta com cadastro de reserva válido para suprir as possíveis vacâncias de servidores, como aposentadorias, mortes e exonerações, uma vez que o último certame foi divulgado em 2009.

A comissão organizadora desfeita ao qual se referia o gabinete da presidência do órgão, foi divulgada no Diário Oficial do Estado, edição do dia 09 de agosto de 2018. Os membros deveriam avaliar a necessidade e viabilidade do concurso objetivando o provimento dos cargos vagos e a formação de cadastro reserva para provimento futuro.

O grupo de trabalho do concurso INDEA era composto por 11 servidores e tinha objetivo de: Quantificar a quantidade de cargos a serem criados, transformados e/ou preenchidos; Avaliar a natureza, o grau de responsabilidade, a complexidade e os requisitos atualizados dos cargos componentes de cada carreira; Definir os projetos a serem desenvolvidos pela força de trabalho pleiteada; Definir as peculiaridades dos cargos; Demonstrar a evolução do quadro, entrada e saída de pessoal, inclusive de aposentadorias e quantitativo de servidores cedidos e recepcionados; Avaliar o impacto orçamentária e financeiro na folha de pagamento bem como as necessidades de suplementação advindas. A comissão do concurso INDEA/MT era composta por:

  1. Thiago Augusto Tunes (Diretor Técnico);
  2. Alda Tereza Attíllio Rodrigues de Castro (Diretora de Administração Sistêmica);
  3. João Marcelo Brandini Nespoli (Coordenador de Defesa Sanitária Animal);
  4. Renan Tomazele (Coordenador de Fiscalização e Julgamento de Processos);
  5. Marcio Adélio de Carvalho (Coordenador de Fiscalização e Julgamento de Processos);
  6. Fernanda da Silva Rocco (Coordenadora de Inspeção de Produtos de Origem Animal);
  7. Valmon Lucas Dida (Coodenador de Fiscalização dos Recursos Naturais Renováveis);
  8. Julyanna Flavia R. M. Cabral (Coordenadora de Gestão de Pessoas);
  9. Lys Suyêne Barco Hernandes Seraphim (Coordenadora de Orçamento e Convênios);
  10. Roberto Luís Correa da Costa (Núcleo de Gestão Estratégica para Resultados); e
  11. Dilmar Nogueira da Silva (Secretário de Trabalho da Comissão).

Último Concurso INDEA MT

topapostilas.com.br

O Último concurso INDEA/MT aconteceu no ano de 2009. Na ocasião, o edital do certame, organizado pela Fundação Universidade do Estado de Mato Grosso (Funemat), contou com vagas para os cargos de Agente Fiscal Estadual de Defesa Agropecuário e Florestal I e II, Fiscal de Defesa Agropecuário Florestal e Analista Administrativo de Defesa Agropecuária Florestal.

Para concorrer ao cargo de Agente Fiscal Estadual de Defesa Agropecuário e Florestal I e II foi necessário ter o nível médio. Na época, a remuneração chegava a R$ 1.165,12.

Para o cargo de Fiscal de Defesa Agropecuário Florestal foram oferecidas oportunidades para Engenheiro Agrônomo e Médico Veterinário, com requisito de ensino superior na respectiva área e registro profissional no Conselho Regional. O salário ofertado foi de R$2.731,50.

Por fim, o edital do INDEA/MT abriu vagas para Analista Administrativo de Defesa Agropecuária Florestal para os cargos de Advogado e Analista de Sistema. Ambos os cargos exigiam o nível superior. A remuneração foi de R$2.731,50.

Sobre o INDEA MT

O Instituto de Defesa Agropecuária do Estado de Mato Grosso (Indea/MT), criado a partir da Lei n º. 4.171 de 31 de Dezembro de 1979, é uma autarquia estadual, e passa a ser vinculado a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sedec) por meio do Decreto nº 1, de 02 de janeiro de 2015, descrito no artigo 17.

Com autonomia técnica, administrativa e financeira, e com jurisdição em todo Estado de Mato Grosso, e que tem como objetivos formais a execução das atividades de vigilância e defesa sanitária animal e vegetal; inspeção e a fiscalização dos produtos e subprodutos de origem animal; e identificação e cubagem de madeira e outras atividades afins delegadas.

  • Concurso: Instituto de Defesa Agropecuária do Estado do Mato Grosso (Concurso INDEA MT)
  • Banca organizadora: a definir
  • Escolaridade: a definir
  • Número de vagas: a definir
  • Remuneração: a definir
  • Inscrições: a definir
  • Taxa de Inscrição: a definir
  • Provas: a definir
  • Situação: PREVISTO

Leia Também:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.