Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Concurso TRT PR 2019: Comissão organizadora é oficializada! Até R$16.719,66!

O Tribunal Regional do Trabalho do Estado do Paraná, que compreende a 9ª Região, confirmou que já iniciou os preparativos para abrir um novo edital de concurso público (Concurso TRT PR 2019) para o quadro de servidores. Foi divulgado no Diário Oficial de Justiça do Trabalho a resolução administrativa que institui a comissão organizadora para o novo certame do órgão.

Agora, o grupo de trabalho, aprovado por unanimidade pelo órgão, deve dar início aos preparativos do certame, como por exemplo, indicar número de vagas no edital, cronograma, etapas de avaliações, entre outras informações. De acordo com o órgão, o certame pode não sair este ano por não haver disponibilidade orçamentária neste exercício.

Em 2018 o órgão efetivou 50 novos servidores entre técnicos e analistas. Em compensação, no mesmo ano, 36 cargos de Técnico e Analista Judiciário em diferentes áreas ficaram vagos no órgão. Os postos ficaram vagos por exoneração a pedido, aposentadorias sejam por invalidez ou por tempo de serviço, além de posse em outros cargos e órgãos.

Atualmente, o TRT-PR tem um total de 107 cargos vagos, sendo 36 de Analista e 71 de Técnico. Isso demonstra que o órgão precisa realizar novas nomeações para suprir carências.

O último concurso, realizado pelo TRT/PR foi divulgado em 2015, tem validade até o dia 06 de junho de 2019. O Tribunal confirmou que em até oito meses antes do vencimento de um concurso, o planejamento do próximo certame já é iniciado. O órgão informou que todo concurso precisa de tempo para o seu planejamento.

Salários

O salário inicial do técnico judiciário é de R$8.501,45, já incluindo os benefícios de auxílio-alimentação de R$910,08 e Gratificação de Atividade Judiciária (GAJ). Já os analistas recebem R$13.365,38, incluindo a alimentação e o GAJ. O Oficial de Justiça tem remuneração no valor de R$16.719,66, já com os benefícios.

Último Concurso do TRT PR foi divulgado em 2015; validade vai até junho de 2019

O último concurso do TRT-PR foi divulgado em 2015, com vagas apenas em cadastro reserva. O edital contou com vagas para analista judiciário na área judiciária; analista judiciário na área administrativa; analista judiciário especializado em tecnologia da informação; oficial de justiça avaliador; técnico judiciário na área administrativa; técnico judiciário com especialidade em segurança; e técnico judiciário com especialidade em tecnologia da informação.

Apesar de ter divulgado vagas em cadastro reserva, o órgão nomeou 161 candidatos.

O concurso foi homologado 2016. No entanto, em 2017 o prazo de validade foi prorrogado por mais 18 meses, ficando válido até o dia 3 de junho de 2019.

De acordo com o edital, a remuneração inicial de Analista Judiciário (nível superior) foi de R$ 8.803,97. No caso de Oficial de Justiça Avaliador Federal, ainda teve gratificação de R$ 1.621,78. Já o salário inicial de Técnico Judiciário (ensino médio), o salário foi de R$ 5.365,92, No caso da especialidade em segurança, a gratificação foi fixada no valor de R$988,46.

Requisitos de cada cargo

Analista Judiciário – Área Judiciária: Diploma de curso de Graduação em Direito, devidamente registrado, fornecido por Instituição de Ensino Superior reconhecida pelo Ministério da Educação. Excepcionalmente, mediante justificativa escrita do próprio candidato, poderá ser aceito certificado de colação de grau, acompanhado de histórico escolar.

Analista Judiciário – Área Judiciária – Especialidade Oficial de Justiça Avaliador Federal: Diploma de curso de Graduação em Direito, devidamente registrado, fornecido por Instituição de Ensino Superior reconhecida pelo Ministério da Educação. Excepcionalmente, mediante justificativa escrita do próprio candidato, poderá ser aceito certificado de colação de grau, acompanhado de histórico escolar.

topapostilas.com.br

Analista Judiciário – Área Administrativa: Diploma de curso superior em qualquer área de formação, devidamente registrado e fornecido por Instituição de Ensino Superior reconhecida pelo Ministério da Educação. Excepcionalmente, mediante justificativa escrita do próprio candidato, poderá ser aceito certificado de colação de grau, acompanhado de histórico escolar.

Analista Judiciário – Área Apoio Especializado – Especialidade Tecnologia da Informação: Diploma de curso superior em Tecnologia da Informação, ou de qualquer outro curso superior com PósGraduação na área de Tecnologia da Informação, com carga horária mínima de 360 (trezentos e sessenta) horas/aula, devidamente registrados e fornecidos por Instituição de Ensino Superior reconhecida pelo Ministério da Educação. Excepcionalmente, mediante justificativa escrita do próprio candidato, poderá ser aceito certificado de colação de grau ou certificado de conclusão da Pós-Graduação, acompanhados de histórico escolar.

Técnico Judiciário – Área Administrativa: Certificado de conclusão de curso de ensino médio ou de curso técnico equivalente, devidamente registrado, expedido por Instituição de Ensino reconhecida pelo Ministério da Educação.

Técnico Judiciário – Área Administrativa – Especialidade Segurança: Certificado de conclusão de curso de ensino médio ou de curso técnico equivalente, devidamente registrado, expedido por Instituição de Ensino reconhecida pelo Ministério da Educação, e Carteira Nacional de Habilitação, categoria D ou E.

Técnico Judiciário – Área Apoio Especializado – Especialidade Tecnologia da Informação: Certificado, devidamente registrado, de curso de nível médio expedido por Instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação, acrescido de cursos de Tecnologia da Informação que, somados, apresentem carga horária mínima de 120 (cento e vinte) horas-aula, ou curso técnico na área de Tecnologia da Informação expedido por instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação.

Provas do último concurso: veja o que foi cobrado

Analista Judiciário – Área Judiciária: Língua Portuguesa (15), Matemática e Raciocínio Lógico-Matemático (05), Direito do Trabalho (10), Direito Processual do Trabalho (10), Direito Civil e Processual Civil (10), Direito Constitucional (05) e Direito Administrativo (05).

Analista Judiciário – Área Judiciária – Especialidade Oficial de Justiça Avaliador Federal: Língua Portuguesa (15), Matemática e Raciocínio Lógico-Matemático (05), Direito do Trabalho (10), Direito Processual do Trabalho (10), Direito Civil e Processual Civil (10), Direito Constitucional (05) e Direito Administrativo (05).

Analista Judiciário – Área Administrativa: Língua Portuguesa (15), Matemática e Raciocínio Lógico-Matemático (05), Noções de Direito Constitucional (08), Noções de Direito Administrativo (08), Noções de Direito do Trabalho (05), Noções de Direito Processual do Trabalho (05) e Noções de Administração Pública, de Contabilidade Pública, de Orçamento Público e de Finanças (14).

Analista Judiciário – Área Apoio Especializado – Especialidade Tecnologia da Informação: Língua Portuguesa (12), Matemática e Raciocínio Lógico-Matemático (05), Noções de Direito Constitucional (07), Noções de Direito Administrativo (06) e Conhecimentos Específicos da Respectiva Área (30).

Técnico Judiciário – Área Administrativa: Língua Portuguesa (15), Matemática e Raciocínio Lógico-Matemático (05), Noções de Direito do Trabalho (07), Noções de Direito Processual do Trabalho (07), Noções de Direito Processual Civil (05), Noções de Direito Constitucional (08), Noções de Direito Administrativo (06), Noções de Administração Pública (04) e Noções de Orçamento Público e Finanças (03).

Técnico Judiciário – Área Apoio Especializado – Especialidade Tecnologia da Informação: Língua Portuguesa (12), Matemática e Raciocínio Lógico-Matemático (05), Noções de Direito Constitucional (07), Noções de Direito Administrativo (06) e Conhecimentos Específicos da Respectiva área (30).

Técnico Judiciário – Área Administrativa – Especialidade – Segurança: Língua Portuguesa (12), Matemática e Raciocínio Lógico-Matemático (05), Noções de Direito Constitucional (07), Noções de Direito Administrativo (06) e Conhecimentos Específicos da Respectiva área (30).

Informações do concurso
  • Concurso: Tribunal Regional do Trabalho do Estado do Paraná
  • Banca organizadora: a definir
  • Escolaridade: médio e superior
  • Número de vagas: a definir
  • Remuneração: a definir
  • Inscrições: a definir
  • Taxa de Inscrição a definir
  • Provas: a definir
  • Situação: PREVISTO
  • Link do último edital

Leia Também:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.