Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Processo seletivo SEC BA REDA 2017: Provas são adiadas; Editais têm 3.444 vagas

A Secretaria de Educação da Bahia, através do Instituto Brasil de Educação (IBRAE), abriu dois novos editais de processo seletivo (Processo seletivo SEC REDA 2017) com objetivo de preencher 3.444 vagas em cargos de ensino médio e superior. A contratação será feita sob o Regime Especial de Direito Administrativo (REDA). As provas foram adiadas para 07 de maio.

O primeiro edital do processo seletivo SEC/BA REDA, 04/2017, conta com nada menos que 961 vagas para o cargo de Técnico de Nível Médio/Mediador. Para concorrer a uma das vagas será necessário nível médio completo e certificado de realização do curso de capacitação de mediadores em ambiente virtual moodle. O salário do técnico será de R$ 989,92, por 20 horas semanais.

Já o segundo edital, 05/2017, contará com a oferta total de 2.483 vagas. As oportunidades, neste documento, são destinadas aos cargos de Professor de Artes, Professor de Educação Física, Professor de Português, Professor de Inglês, Professor de História, Professor de Geografia, Professor de Filosofia, Professor de Sociologia, Professor de Biologia, Professor de Química, Professor de Matemática e Professor de Física. Os salários oferecidos oscilam entre R$ 1.014,35 e R$ 1.407,14.

Inscrição Processo seletivo SEC BA REDA 2017

As inscrições no processo seletivo SEC BA REDA 2017 foram realizadas até 13 de março de 2017, no endereço eletrônico oficial da organizadora ( www.ibrae.com.br). A taxa de inscrição oscila entre R$25,00 e R$75,00.

Avaliações

Após o término das inscrições os candidatos serão avaliados por provas objetivas. Após o adiantamento, as provas serão aplicadas na data prevista de 07 de maio de 2017. A validade da seleção será de 12 meses, com possibilidade de prorrogação por igual período, a critério da Secretaria de Educação do Estado da Bahia.

As avaliações serão aplicadas em Vitoria da Conquista, Itapetinga, Jacobina, Santa Maria da Vitoria, Santo Antônio de Jesus, Seabra, Jequié, Eunápolis, Feira de Santana, Ipirá, Irecê, Itaberaba, Itabuna, Ribeira do Pombal, Alagoinhas, Amargosa, Barreiras, Bom Jesus da Lapa, Caetité, Senhor do Bonfim, Serrinha, Teixeira de Freitas, Juazeiro, Macaúbas, Paulo Afonso e Valença, além da capital, Salvador.

Sobre o edital 04/2017 – Processo seletivo SEC BA REDA 2017

Este edital visa o preenchimento de 961 (novecentos e sessenta e uma) vagas temporárias na função Técnico de Nível Médio/Mediador, através da contratação pelo prazo determinado de até 24 (vinte e quatro) meses com possibilidade de renovação por igual período, uma única vez.

O concurso consistirá de prova objetiva, de caráter eliminatório e classificatório, a ser realizada pelo IBRAE. A prova objetiva valerá 45 pontos, e será eliminado do Processo Seletivo Simplificado o candidato que tirar nota inferior a 20 pontos. A abrangência do certame englobará os 109 (cento e nove) municípios componentes dos Núcleos Territoriais de Educação – NTE. Veja o edital completo.

Sobre o edital 05/2017 – Processo seletivo SEC BA REDA 2017

O concurso consistirá de prova objetiva, de caráter eliminatório e classificatório, aplicada para as funções Professor da Educação Básica, Básica no Campo e Professor Indígena para a Educação Indígena. A abrangência do certame englobará os 415 (quatrocentos e quinze) municípios componentes dos Núcleos Territorias de Educação – NTE.

O Professor de Educação Indígena terá missão de é atribuída à docência em unidades escolares indígenas, cabendo-lhe, ainda, sob coordenação da Secretaria de Educação do Estado da Bahia, o exercício das seguintes atribuições, definidas na Lei estadual nº 12.046 de 04 de janeiro de 2011: participar da elaboração de currículos e programas de ensino específicos para as escolas indígenas; colaborar na produção de material didático científico para as escolas indígenas; ministrar o ensino de forma bilíngue, ensinando a língua da etnia dos alunos como segunda língua na comunidade em que o português for utilizado como primeira língua; auxiliar na identificação dos processos históricos de perda linguística e sugerir ações, com vistas à preservação da língua da etnia dos alunos; colaborar na condução do processo de estabelecimento de sistema ortográfico da língua tradicional de sua comunidade; colaborar na realização de levantamentos étnico-científicos e sócio-geográficos do respectivo povo indígena; participar do planejamento e da execução das ações pedagógicas na unidade escolar indígena; acompanhar o processo de implantação das diretrizes da SEC, relativas à avaliação de aprendizagem e dos currículos, orientando e intervindo junto aos professores e a comunidade quando solicitado e/ou necessário; estimular, articular e participar da elaboração de projetos especiais junto à comunidade escolar indígena; colaborar com a elaboração de estudo, levantamentos qualitativos e quantitativos indispensáveis ao desenvolvimento da escola indígena.

Já o Professor de Educação Básica terá missão de  participar da elaboração da proposta pedagógica e do plano de desenvolvimento do estabelecimento de ensino; elaborar e cumprir plano de trabalho e de aula, segundo a proposta pedagógica do estabelecimento de ensino; zelar pela aprendizagem dos alunos; estabelecer estratégias de aprendizagem e de recuperação para os alunos de menor rendimento; ministrar os dias letivos e horas-aula estabelecidos, além de participar integralmente dos períodos dedicados ao planejamento, a avaliação e ao desenvolvimento profissional; colaborar com as atividades de articulação da escola com as famílias e a comunidade; exercer outras atribuições correlatas e afins. Veja o edital completo.

Leia Também:

PENSAR CURSOS brasil 123

Comentários estão fechados.

Obrigado por se cadastrar nas Push Notifications!

Quais os assuntos do seu interesse?