Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

IBGE: Planejamento autoriza concurso para 82 mil vagas

Foi divulgado no Diário Oficial da União (DOU) desta segunda-feira, 14, a autorização de 82.023 vagas para atuação na Fundação Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), no Censo Agropecuário 2016. O Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG) autorizou por meio da portaria nº 571.

Planejamento - 82 mil vagas - IBGE

De acordo com a portaria, as vagas são para analista censitário (223 vagas), agente censitário regional (486 vagas), agente censitário administrativo (700 vagas), agente censitário municipal (5.500 vagas), agente censitário supervisor (12.540 vagas), agente censitário informativo (174 vagas) e recenseador (62.400 vagas). As oportunidades são para nível fundamental, médio e superior.

Prepare-se: Apostila Concurso IBGE 2016

Com a autorização, o edital com recheado número de vagas não vai demorar de ser divulgado.  Os aprovados no certame serão contratados por meio de processo seletivo simplificado, observados a ordem de classificação e os critérios e condições estabelecidas pelo Poder Executivo.

topapostilas.com.br

O edital trará as informações que ainda restam, como, abertura das inscrições, número de vagas, a área de atuação, a descrição das atribuições, a remuneração e o prazo de duração do contrato.

Com base na autorização nº 571 do Ministério do Planejamento, o prazo de duração dos contratos deverá ser de até 1 ano, com possibilidade de prorrogação até o limite máximo de 3 anos. Decorrido o período de 3 anos, a contar da homologação do resultado final do primeiro processo seletivo, não mais poderão viger os contratos firmados.

Para concorrer a uma vagas no cargo de recenseador, o candidato deve ter nível fundamental (antigo 1º grau), estar com 18 anos completos na data da contratação, ter nacionalidade brasileira ou, em caso de nacionalidade portuguesa, estar amparado pelo estatuto de igualdade. Além disso, é necessário estar em dia com as obrigações eleitorais e militares. Não poderão concorrer servidores da administração direta ou indireta da União, estados, Distrito Federal e municípios, os empregados de suas subsidiárias e controladas, bem como os contratados temporário nos últimos 24 meses. Já os agentes, devem ter ensino médio completo na contratação. O agente censitário regional deve ter carteira nacional de habilitação.  Os analistas devem ter nível superior em áreas a conhecidas com a publicação do edital.

O agente censitário regional terá salário de R$ 1.600, o agente censitário administrativo, de R$ 760, o agente censitário municipal, de R$ 1.150, e os agentes censitário supervisor e de informática, de R$ 900. Além do subsídio, haverá ainda auxílio transporte e alimentação. Já os analistas têm inicial de até R$ 4 mil.

Após a divulgação do edital, você poderá conferir todos os detalhes aqui no site.

Leia Também:

Comentários estão fechados.