Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Concurso SME-SP Professor Educação Infantil 2015

A Prefeitura de São Paulo, através da Secretaria Municipal da Educação (Concurso SME-SP), faz saber aos interessados a abertura de novo edital de concurso público para preencher 600 vagas no cargo de Professor de Educação Infantil.

Os aprovados vão exercer a função nos centros de Educação Infantil com crianças de 0 a 3 anos. Do total de vagas(600), 120 serão reservadas aos afrodescendentes e 30 para os portadores de necessidades especiais (PNE).

Prepare-se: Apostila Concurso SME-SP 2015 – Professor de Educação Infantil

O cargo de Professor de Educação Infantil exige nível médio/magistério ou ainda licenciatura plena em Pedagogia, ou curso normal superior. O salário é de R$ 2.295,14, por jornada de trabalho de 30 horas semanais. Os professores vão exercer a função por 25 horas em regência de turma e 5 horas para atividade semanais, desenvolvendo atividades com crianças na faixa etária de 0 a 3 anos e participar da elaboração, implementação e avaliação do projeto político-pedagógico da unidade educacional, visando à melhoria da qualidade da educação, em consonância com as diretrizes educacionais da Secretaria Municipal de Educação; além de elaborar o plano de ensino da turma e do componente curricular, dentre outras obrigações.

As inscrições serão realizadas entre 01 e 29 de setembro de 2015, no site da organizadora, Fundação Vunesp: (www.vunesp.com.br). A taxa de participação será de R$ 59,73.

topapostilas.com.br

O Concurso SME-SP será composto de prova objetiva, uma prova dissertativa, de caráter eliminatório e classificatório, e prova de títulos, de caráter classificatório. As provas serão aplicadas no dia 08 de novembro de 2015, em São Paulo, no turno vespertino.

Os locais e horários serão divulgados no Diário Oficial do município. Já o gabarito será divulgado no dia 11 de novembro de 2015, no site da organizadora.

Os nomeados ficarão em período probatório durante 3 anos, podendo ser exonerados a qualquer momento durante este período, em casos de inassiduidade; ineficiência; indisciplina; insubordinação; ou falta de dedicação ao serviço.

O concurso terá validade de dois anos, mas que pode ser prorrogado por igual período.

Leia mais: Notícias de Concursos do Estado de São Paulo

Leia Também:

top planilha

Comentários estão fechados.