Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

TRT-GO: Presidente confirma necessidade de concurso

O desembargador Aldon Taglialegna, presidente do Tribunal Regional do Trabalho (TRT-GO) da 18ª Região, Estado de Goiás, esclareceu alguns pontos principais da recente criação dos 303 cargos — sendo 198 para servidores efetivos — determinada pela Lei 13.143/2015. Boa parte dessas vagas será suprida com aprovados da seleção ainda em vigor, mas alguns dos cargos criados não foram contemplados pelo último concurso.

O presidente informou que a normatização interna do tribunal, os cargos em comissão devem ser ocupados exclusivamente por servidores efetivos pertencentes à carreira do Judiciário Trabalhista: “Esses cargos serão preenchidos, mas ainda não há previsão sobre quando o certame será realizado. Neste momento, a administração concentra esforços para a nomeação e os procedimentos decorrentes do ingresso desse novos servidores nos quadros da 18ª Região”.

Aldon também informou que os aprovados no último concurso, ocorrido em 2013, serão convocados: “Já assinei as portarias que nomeiam 167 aprovados no último concurso para o provimento de cargos de servidores efetivos do TRT da 18ª Região criados pela Lei nº 13.143. A posse coletiva está agendada para o dia 3 de agosto”, assinalou.

topapostilas.com.br
A expectativa é que o cargo de analista judiciário – área judiciária, terá o maior número de vagas, com 78 vagas no total, seguido de técnico judiciário – área administrativa, com 27 oportunidades, e analista judiciário – área administrativa, com 26 nomeações. As nomeações também ocorreram para aprovados nos cargos de oficial de justiça, técnicos em informática, agente de segurança, médico, psicólogo, engenheiro civil e contador.

Leia Também:

top planilha

Comentários estão fechados.