Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Concurso Polícia Civil PC-DF 2016 começa ganhar forma! Organizadora definida!


O concurso da Polícia Civil do Distrito Federal (Concurso PC-DF 2016) começa a ganhar forma. O Instituto Americano de Desenvolvimento (Iades) será o organizador do certame, que terá vagas para o cargo de perito criminal. Em entrevista ao site FOLHA DIRIGIDA, o presidente da Associação Brasiliense de Peritos em Criminalística (ABPC) e também presidente da Associação Brasileira de Criminalística (ABC), o perito criminal Bruno Telles, afirmou que é urgente a realização de concursos para suprir as necessidades desse setor. Serão abertas 100 vagas, sendo 20 imediatas e 80 para cadastro de reserva, com exigência de nível superior em áreas específicas e carteira de habilitação a partir da categoria “B”. Ainda de acordo com Bruno, a área de Perícia Criminal está crescendo mas o quadro cresce a um ritmo menor. “Atualmente contamos com 170 peritos criminais na ativa e nosso quadro total tem 400 vagas. Ou seja, temos 230 vagas livres”, ressaltou.

Qual a atual situação da categoria? Estão sobrecarregados?
Bruno Telles – Atualmente contamos com 170 peritos criminais na ativa e nosso quadro total tem 400 vagas. Ou seja, temos 230 vagas livres. A área da Perícia Criminal está crescendo e nosso quadro cresce a um ritmo menor. Alguns setores já trabalham com escala especial para compensar a falta de peritos.

O que você acha da previsão de um novo concurso? É urgente?
Precisamos com urgência desse novo concurso para que o bom andamento dos trabalhos não seja comprometido.

Qual é a remuneração atual do cargo e quais os benefícios oferecidos?
Começa em R$16.830,85 para a terceira classe e termina em R$22.805 para a classe especial. Além do subsídio, o perito conta com auxílio alimentação.

Por que você resolveu fazer concurso para ocupar esse cargo?
A Perícia Criminal é uma área fascinante e está em constante atualização. A cada dia, sei que posso trazer a resposta para uma família que perdeu algum ente querido ou que foi lesada por alguém. Sinto que estou construindo um pais melhor para nós e nossos filhos. Isso, para mim, não tem preço e é muito gratificante.

Como foi sua preparação? Quantas horas de estudo por dia, fez cursinho?
Uma boa graduação sempre ajuda e, graças aos meus pais, eu tive uma. Outro ponto fundamental é que dediquei a primeira semana para coletar material de estudo de boa qualidade. Prefiro estudar por livros do que pegar apostilas prontas. Fiz aulas de redação e me dediquei a ser um bom escritor. Se não dominar a Língua Portuguesa, perderá grandes oportunidades. Comecei estudando em turnos de 45 minutos seguidos com 15 minutos de descanso, pois isso ajuda a criar um estímulo melhor para o cérebro. Fui aumentando o ritmo até sentir que tinha alcançado um limite em que essa rotina não atrapalhava o meu sono. Após um mês de estudo, conseguia estudar até 14 horas por dia, fazendo turnos de 50 minutos de leitura e exercícios seguidos de 10 minutos de descanso. Também fazia duas redações por semana, que eram corrigidas por uma professora.

Você recomenda a corporação para outros candidatos?
Considero que a Perícia Criminal é a área que mais cresce dentro da Segurança Pública. Estamos chegando em um estágio em que a prova material será requisito básico para qualquer investigação criminal ou processo. Não há perspectiva de faltar trabalho, visto o aumento da criminalidade. Contudo, é uma área que afeta muito a integridade psicológica. Se você tem problemas com estresse psicológico, se sente mal ao ver sangue e fica abalado ao ver violência, essa área não é para você.

O que você considera a maior vantagem do seu cargo?
Temos uma boa remuneração e um envolvimento natural no mundo acadêmico. Para aqueles que gostam de Ciência como eu, a perícia criminal é uma área de grandes oportunidades.
topapostilas.com.br
E o pior aspecto?
Lidamos com o pior da sociedade. O perito criminal terá de examinar locais de crime, com cadáver, sangue e outros vestígios que podem causar estresse psicológico e físico. Ou você desenvolve uma forma de lidar com isso e criar resiliência ou terá problemas de saúde. Em nossa área, os índices de suicídio e morte no trabalho são mais altos do que para o resto da população. Num estudo recente que conduzi, concluímos que a esperança de vida também é menor do que a da população em geral.

Algumas pessoas são atraídas pelo status que a Polícia Civil tem. Você concorda com isso?
Não. Ser da segurança pública me trouxe muito mais responsabilidade do que antes. Eu tolero mais disputas e provocações porque conheço de perto a natureza humana e sei que, de repente, uma pequena discussão pode acabar em homicídio. Também mudei meus hábitos, pois entendo que sou um alvo para os criminosos, portanto não frequento certos lugares e evito me identificar sem necessidade. Se você quer entrar na Perícia Criminal, na Polícia Civil ou outra corporação da Segurança Pública para exercer o poder sobre outras pessoas, está no caminho errado e poderá complicar sua vida por causa disso. As corregedorias são bem rigorosas e é esperado que você tenha um comprometimento com a cidadania muito acima da média. Além disso, a atividade do perito criminal é bem diferente. Nós lutamos contra o crime através da Ciência. Nossa missão é analisar um fato, supostamente delituoso, para esclarecer através de exames embasados cientificamente, utilizando técnicas como o DNA forense, Biologia forense, Física forense, Química forense e etc. Frequentemente, uma boa prova de condenação é resultado de horas na bancada de um laboratório. Não creio que isso dê todo esse status. Outro ponto é a atuação da imprensa em nosso país: quando acertamos, não aparece notícia, mas quando um erra, toda a corporação é criticada. Isso vai atingir o seu moral de algum jeito.
Como é a estrutura física e organizacional da Polícia Civil? Há boas condições de trabalho?
Passamos por um período ruim nos últimos anos. Nosso edifício principal foi atingido por um incêndio e, agora, estamos ocupando outra estrutura temporariamente. Um novo prédio está em construção, bem maior que o anterior e com instalações mais apropriadas. Acredito que dentro de dois anos teremos uma estrutura de Perícia Criminal mais moderna e ampla.
Que mensagem você poderia deixar para quem tem interesse em fazer esse concurso e ingressar na Perícia Criminal?
Você terá que estudar muito para entrar nessa área, mas terá que estudar muito mais para se manter atualizado e ser um bom profissional. Aprenda a gostar do conhecimento você estará no caminho certo.

A remuneração do Perito PC-DF será de R$ 16.830,85, com jornada de trabalho de 40 horas semanais. Além da boa remuneração, o aprovado fará jus ao plano de carreiras. Desta forma, os subsídios passam a ser de 17.330,34 na segunda classe, 20.256,59 na primeira e 22.805,00 na classe especial.

Último concurso PC-DF

O Último concurso PC-DF de Perito Criminal foi realizado em 2011. Na oportunidade foram oferecidas 14 vagas para as áreas de física, química, ciências biológicas, ciências contábeis, ciências da computação, informática, geologia, odontologia, farmácia, bioquímica, mineralogia ou engenharia. A Fundação Universa comandou o certame.

O concurso PC-DF foi realizado em duas fases, sendo a primeira composta de uma prova objetiva, avaliação discursiva, exames biométricos e avaliação médica, prova de capacidade física, avaliação psicológica, sindicância de vida pregressa e análise de títulos. Já a segunda foi composta de um curso de formação profissional. A avaliação objetiva contou com 80 questões (32 de conhecimentos gerais e 48 de conhecimentos específicos).

Após a divulgado do edital PC-DF Perito 2016, você poderá conferir as informações sobre o concurso aqui no site.

Leia Também:

top planilha

Comentários estão fechados.