Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Concurso Ministério da Fazenda 2015: Previsão de 3.500 vagas


Novidades para quem já se programa para o concurso do Ministério do Fazenda. O Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG) confirmou que o número de vagas solicitado pelo órgão é de 3.500, sendo 3.000 para técnico e 500 para analista.

A Coordenação-Geral do Setor de Desenvolvimento Econômico e Produtivo do MPOG ainda informou que o pedido para a abertura do novo concurso público continua em trâmite na pasta.

topapostilas.com.br

Apostila Impressa Ministério da Fazenda 2015 – Assistente Técnico Administrativo

Apostila Digital Ministério da Fazenda 2015 – Assistente Técnico Administrativo

Curso Online Ministério da Fazenda 2015 – Assistente Técnico Administrativo

Como divulgado anteriormente, o presidente do Sindicato Nacional dos Servidores Administrativos do Ministério da Fazenda (SindFazenda), Luis Roberto da Silva, afirmou que essa quantidade de postos ainda é insuficiente para preencher o déficit de pessoal do órgão, que cresce anualmente.
Silva comentou que a rotatividade no Ministério da Fazenda é cada vez maior. “Grande parte das pessoas que prestam o concurso tem idade entre 20 e 23 anos e está cursando o nível superior ou até mesmo já concluiu”, disse o presidente ao explicar que este é um dos motivos da alta defasagem de pessoal.

Antigamente, os concursandos ficavam muitos anos ocupando o cargo público, mas, hoje, eles buscam melhores oportunidades de trabalho, ou seja, prestam outros concursos.

Para o presidente do SindFazenda, as alternativas para melhorar a situação são a reestruturação da carreira Pecfaz (Plano Especial de Cargos da Fazenda) e a abertura novos concursos para contratar servidores.

Luis Roberto da Silva disse que diversas são as consequências para o alto de índice de defasagem de servidores e uma delas é a demora no atendimento. O presidente continuou a explicar que hoje o órgão sofre com “filas virtuais” – isto significa que as unidades físicas com profissionais administrativos não têm longas filas com milhares de cidadãos à espera do atendimento devido ao fato que tais pessoas aguardam para retirar a senha na internet, o que pode demorar muito tempo.

As oportunidades solicitadas ao Planejamento deverão ser preenchidas nas próprias unidades do Ministério da Fazenda e da Receita Federal do Brasil (RFB). Não foram divulgadas as regiões que podem ser contempladas, mas, segundo Luis Roberto, a falta de servidores é nacional.

Em 2014, o Ministério da Fazenda enviou ao Planejamento pedido de concurso para preencher vagas em carreiras administrativas, além das de analista-tributário e auditor-fiscal (as duas últimas apenas para o quadro de pessoal da RFB).

Na época, ao ser procurada pelo JC, a assessoria de imprensa do Ministério da Fazenda não se pronunciou sobre o assunto e divulgou que “não antecipa a realização de concursos e que informa apenas quando saem os editais, de fato”.

As informações são do JC Concursos

Leia Também:

top planilha

Comentários estão fechados.