Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

ABIN garante que vai refazer pedido de concurso para nível médio e superior! Até R$14mil!


A Agência Brasileira de Inteligência (Abin) voltou a confirmar na quarta-feira, 09, que vai reenviar até 31 de maio, o pedido de concurso ao Ministério do Planejamento. A solicitação precisa ser feita até esta dada, de forma que possa ser incluída na lei orçamentária de 2017.

A ABIN chegou a solicitar 470 vagas, mas com a suspensão dos concursos federais em 2016, o pedido voltou. Conforme informou a assessoria da Abin, a instituição teve, desde o início desse projeto, a intenção de realizar o certame. Além disso, foi informado que não há uma decisão se o número de oportunidades solicitadas permanecerá o mesmo do pleito anterior ou se sofrerá alguma alteração, com o acréscimo ou a diminuição dessas vagas.

A solicitação foi para as carreiras de agente de inteligência (nível médio), agente técnico de inteligência (nível médio), oficial de inteligência e oficial técnico de inteligência (nível superior). As duas primeiras exigem apenas o nível médio completo e conta com salários de R$5.876,31 e R$5.333,93, respectivamente, já incluso o auxílio-alimentação, de R$458. Já os dois últimos cargos são de nível superior, sendo oficial de inteligência destinado a graduados em qualquer formação e oficial técnico a quem tem curso superior em áreas específicas. Para esses, as remunerações são de R$14.747,34 e R$13.623,03, respectivamente. A Abin já havia recebido a liberação do Executivo, extraoficialmente, para abrir 80 vagas nas funções de 3º grau. No entanto, com o ajuste fiscal, a disponibilidade desses cargos não foi mais autorizada pelo ministério.

O último concurso para oficial técnico de inteligência e agente técnico de inteligência foi realizado em 2008. Já em 2010, foi a vez das funções de oficial de inteligência e agente de inteligência. Os inscritos foram avaliados por prova objetiva, contendo as disciplinas de Língua Portuguesa, Atualidades, Conhecimentos Específicos do cargo e Redação. Além desta etapa, o certame contou com investigação social e funcional, prova de capacidade física, avaliação médica e psicológica e curso de formação em Inteligência.

Leia Também:

top planilha

Comentários estão fechados.