Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Concurso TRF RJ/ES 2º Região 2016 – Reunião é realizada e edital fica próximo!

O Tribunal Regional Federal da 2º Região (TRF-RJ/ES) trabalha firme para divulgar a abertura de concurso público. A primeira reunião da comissão responsável foi programada para acontecer na última quinta-feira, dia 4, segundo informou a Assessoria de Imprensa do órgão. Dessa primeira reunião, já há uma expectativa de anúncio das especialidades dos cargos de técnico e analista que serão oferecidas na seleção, com grandes chances de oportunidades para as mesmas áreas da seleção passada.

A comissão também vai traçar um planejamento a ser seguido rumo à publicação do edital. O primeiro passo deverá ser a elaboração de uma minuta do documento que, segundo o TRF-RJ/ES, segue confirmado para o próximo mês, conforme desejo do presidente, desembargador federal Poul Erik Dyrlund. A expectativa é que a elaboração da minuta do edital e a escolha da organizadora ocorram em um curto espaço de tempo, tendo em vista a previsão de edital para o mês de março.

O concurso TRF 2ª Região (Rio de Janeiro e Espírito Santo) 2016 visa a formação de cadastro reserva em cargos de nível médio e superior, nas funções de técnico e analista judiciário, respectivamente. O salário, que por sinal é um dos atrativos para participar do certame, pode chegar a até R$9.662,84. A expectativa de que o concurso TRF 2 RJ/ES seja divulgado em março.

Espera de muitas convocações – O último concurso realizado contou com bastante aprovados. Foram 1.056 convocações, sendo 963 no Rio (406 analistas e 557 técnicos – 486 administrativos e 71 de apoio especializado) e outras 93 no Espírito Santo (29 analistas e 64 técnicos – 60 administrativos e quatro de apoio especializado).

Em 2011, foram oferecidas vagas em cadastro reserva para os cargos de técnico e analista judiciários em 28 especialidades. A validade do certame foi de dois anos, com possibilidade de prorrogação por mais dois. Para nível médio, houve chances na área administrativa, Telecomunicações e Eletricidade, além de Segurança e Transporte (exigência de habilitação D ou E, além da escolaridade). No nível médio/técnico, as chances foram nas áreas de Contabilidade, Enfermagem e Informática. Por fim, para nível superior as chances foram para as áreas administrativa, para quem possui qualquer graduação, e judiciária, para bacharéis em Direito, entre outros.

O salário de nível médio é de R$6.224,79, somando vencimento de R$2.824,17, gratificação de atividade judiciária (GAJ) de R$2.541,75, Vantagem Pecuniária Individual (VPI) de R$59,87 e auxílio-alimentação de R$799. Já o cargo de analista, nível superior, o subsídio chega a R$9.662,84, com salário-base de R$4.633,67, GAJ de R$4.170,30, VPI de R$59,87 e auxílio-alimentação de R$799.

Comentários estão fechados.