Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Chile recebe as primeiras vacinas contra coronavírus

 Nesta semana o Chile recebe as primeiras vacinas para aplicar em sua população. Assim, o carregamento tem 10.000 doses de imunizante para combater o coronavírus. Sendo que eles foram produzidas pela Pfizer/BioNTech e já estão sendo aplicadas em outros países:

  • Estados Unidos da América;
  • Inglaterra;
  • Israel;
  • Canadá.

Na América Latina o medicamento também já foi entregue para o México e a Argentina. Que são as outras nações avançadas no plano de imunização e pretendem começar a vacinar logo. Assim, é muito provável que todos comecem a aplicá-las nos próximos dias. 

Chile recebe as primeiras vacinas e inicia plano

As substâncias chegaram no aeroporto de Santiago, capital do país, em um voo comercial da LATAM. Vieram diretamente da Bélgica, onde produziu-se.

O Chile recebe as primeiras vacinas contra o Covid-19 dia 25 de dezembro. De acordo com as autoridades chilenas a aplicação poderia começar ainda hoje. Sendo que os primeiros a tomá-las serão os profissionais de saúde de quatro regiões.

As doses serão direcionadas a quem trabalha em Unidades de Tratamento Intensivo (UTI). Os locais mais críticos onde haverá a distribuição são:

  • La Araucanía;
  • Biobío;
  • Magallanes;
  • Região Metropolitana.

Na segunda etapa pretende-se imunizar os demais trabalhadores da saúde, idosos e pessoas com doenças crônicas. Mas depois delas vacina-se os grupos de risco e no final pretende-se ampliar para toda população.

Chile recebe as primeiras vacinas em estado de urgência, pois é um dos países mais afetados. Então, até o momento conta com quase 600.000 infectados e mais de 16.000 mortes confirmadas. 

O presidente chileno anunciou que irá assegurar 30 milhões de imunizantes contra o coronavírus. Assim, o número é suficiente para atingir os 18 milhões de habitantes que existem na nação.

No Brasil ainda não há confirmação de compra de nenhum medicamento.  Mas, apesar do Plano Nacional de Imunização ter sido divulgado, ainda não houve aquisição. O que é preocupante por se tratar de um dos maiores epicentros da doença no mundo. 

Vacinação: Chile recebe as primeiras vacinas

O carregamento que chega no país é um ponto importante para o início da campanha. Isso porque o plano de logística pretende agir rápido e já iniciar a distribuição. Dessa forma a nação irá se tornar a primeira da América Latina a aplicar as medicações.

Chile recebe as primeiras vacinas em um momento de tensão mundial. Assim, devido às novas ondas de contaminação e às cepas descobertas em algumas regiões. Então, se prevenir com a substância é a forma mais correta de proteger sua população.

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.