Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Avalie o Texto.

Alemanha informa caso de variante britânica do Covid-19

Há alguns dias foi identificado um caso de variante britânica do Covid-19. O vírus foi encontrado pelos cientistas do Reino Unido e vem sendo acompanhado. Assim, estão sendo realizadas diversas análises para verificar os riscos que pode apresentar. 

Sabe-se até o momento que ela tem um alto grau de transmissão. Pois espalhou-se de modo muito rápido pelo país e já foi encontrada na Alemanha. Porém, está isolada e sob cuidado para que não passe para mais pessoas.

Caso de variante britânica

A nova cepa foi encontrada em uma pessoa que viajou do Reino Unido para Frankfurt. A viagem aconteceu no dia 20 de dezembro e o doente estava indo visitar parentes. Porém, na chegada ao aeroporto atestou-se positivamente.

Então, alguns familiares buscaram a pessoa que se encontra em isolamento. Por hora os pesquisadores tentam determinar se as vacinas existentes também são eficazes na mutação ou não.

O caso da variante britânica tem preocupado diversos países no mundo. Muitos deles proibiram a entrada de ingleses em seu território como uma forma de proteção. Até porque a vacina ainda está sendo aplicada em poucas localidades.

O que se sabe sobre a nova cepa

A mutação é mais uma em meio a muitas, mas se tornou famosa por passar fácil. Em poucos meses tornou-se o principal tipo de doença encontrado na Inglaterra.

Os governantes fizeram uma nota dizendo que há provas de uma transmissão maior que 70%. Assim, aumentou o clima de tensão das nações, já que muitas vivem crises no sistema de saúde.

É importante ressaltar que existem várias cepas já identificadas. Porém, o caso da variante britânica gera maiores problemas devido a alguns fatores:

  • Ela está perpetuando-se em comparação a outras versões do coronavírus;
  • Possui alterações no genoma do vírus que podem resultar em mudanças sérias;
  • Foi atestado por cientistas que pode aumentar a capacidade do vírus de infectar células do corpo.

Isolar os grupos infectados torna-se a melhor estratégia. Além disse, analisa-se cuidadosamente os casos. Pois é importante conte-los o máximo possível para não favorecer uma segunda onda da doença.

Alerta aos governantes

O novo caso da variante britânica aparecer na Alemanha acende um alerta em todos os governantes. Pois apesar de até o momento, não parecer mais letal, ela espalha-se rapidamente.

Muitos países já estão com o máximo de ocupação de leitos, enquanto outros estão recuperando-se. Portanto, uma segunda demanda alta de infecção pode ser ainda mais danosa que a primeira. 

Avalie o Texto.

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.