Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Atualidades: Entenda a crise hídrica no Brasil e no mundo

Geralmente aparecem questões sobre a crise hídrica na parte de geografia, história e atualidades

A crise hídrica tem sido um assunto recorrente em vestibulares e no ENEM. É um tema atual, que afeta diretamente a população brasileira e mundial.

Dessa forma, é um assunto que não pode ficar de fora de seus estudos. Geralmente aparecem questões sobre a crise hídrica na parte de geografia, história e atualidades de modo geral. Também está entre as possibilidades de temas para redação.

O que acha de conhecer mais sobre a problemática para apurar o seu senso crítico.

Crise hídrica: O que é?

A crise hídrica é um termo utilizado para abordar todos os problemas relacionados à falta de água para o consumo humano. No Brasil, ela tem afetado bastante a região sudeste nos últimos tempos, em especial a região metropolitana do Estado de São Paulo.

Porém, quem sofre recorrentemente com a crise hídrica é a região do semiárido nordestino. E nas últimas décadas isso vem se intensificando muito.

Mesmo com um alto nível de pluviosidade anual em alguns polos, a crise hídrica continua causando secas extremas e comprometendo o abastecimento de água potável às pessoas que residem nas regiões afetadas.

Quais são as causas?

A falta de água pode estar relacionada a diversos fatores. Na verdade, uma soma de motivos alinhados com a falta de chuvas desencadeiam a crise da água. Alguns dos mais comuns são:

  • Falta de infraestrutura para o abastecimento ideal de acordo com a demanda
  • Má gestão dos recursos hídricos
  • Medidas para acabar com os desperdícios
  • Falta de informação para estabelecer um consumo racional da água
  • Poluição da água nos rios, represas, açudes, entre outros.
  • Desmatamento
  • Falta de planejamento para combater os problemas ambientais
  • Ausência de fontes alternativas aos reservatórios

Crise Hídrica no mundo

Embora nosso planeta seja banhado por 70% de água, dentro dessa porcentagem 97% é salgada e apenas 3% doce. Ou seja, se levarmos em consideração as geleiras, o nível de água utilizável cai para 0,4%.

Esse é o  recurso disponível para a sociedade. Por esse número ínfimo, infelizmente, dependendo do local, a água torna-se um bem que gera conflitos e disputas regionais.

Sem falar na má gestão por parte dos governos, os quais não têm políticas sérias para combater o desperdício. Além disso, boa parte da água é entregue ao agronegócio.

Nessa toada, a cada dia que passa a água fica cada vez mais cara e métodos de extração cada vez mais complexos são criados, inflacionando o preço e agravando ainda mais a crise.

Segundo especialistas, com o derretimento das geleiras em decorrência de alterações climáticas causadas pelo aquecimento global, eventos catastróficos estarão por vir em um futuro próximo.

Acesse Agora as Principais Notícias no Brasil e fique atualizado

De acordo com ONU (Organização das Nações Unidas), ao menos 1 bilhão de pessoas não tem acesso adequado a água. Esse é mais um dos fatores que fazem desse assunto um dos mais importantes da atualidade.

Crise Hídrica no Brasil

No Brasil, a crise se intensificou principalmente na última década quando a região sudeste foi severamente afetada.

Além disso, nosso país tem um sério problema de distribuição de água. A maior região hídrica do Brasil fica na região norte, mas ao mesmo tempo é a que tem menor densidade demográfica.

Mesmo o Brasil tendo quase um quinto das reservas hídricas do planeta, a falta de infraestrutura e de políticas voltadas para o abastecimento da população fazem com que o povo sofra com a falta de água.

Alguns fatores devem ser levados em consideração:

  • Aumento do consumo de água

Muitas regiões são afetadas pelo crescimento populacional em grandes polos industriais e da agricultura. Ou seja, a demanda cresce mais rápido que a capacidade de abastecimento.

  • Desperdício

Um dos maiores consumos de água no Brasil está associado à irrigação na agricultura. Além disso, faltam políticas públicas sérias de conscientização contra o desperdício industrial e doméstico.

  • Queda do nível das chuvas

As mudanças climáticas aliadas ao severo desmatamento que a região da floresta amazônica vem sofrendo são fatores determinantes para escassez de chuvas em determinadas regiões do Brasil e da América do Sul.

Esses fatores, além dos outros que citamos no começo do texto, são práticas determinantes para o agravamento da crise no nosso país.

Não deixe de ler também outro artigo para favorecer seus estudos:

Geografia no ENEM: Entenda as origens do povo brasileiro de forma simples

Leia Também:

PENSAR CURSOS brasil 123

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Obrigado por se cadastrar nas Push Notifications!

Quais os assuntos do seu interesse?